O Litio e José Bonifácio

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Lítios, do grego lithos, pedra, para lembrar que, à diferença dos outros metais alcalinos conhecidos até então (sódio e potassío). O Li foi descoberto em 1818 por Johan August Arfwedson, aos 25 anos de idade, quando trabalhava no laboratório de Berzelius. Em carta para C.-L. Berthollet escrita em 9 de fevereiro de 1818, Berzelius relata que “o novo álcali foi descoberto pelo Sr. Arfwedson (…) num mineral previamente descoberto pelo Sr. d’Andrada numa mina de Utö epor ele chamado de petalita (…)” O sr. d’Andrada mencionado era ninguém mais senão o nosso José Bonifácio de Andrada e Silva, “pai da Independência Brasileira”. José Bonifácio estudou em Coimbra, Portugal, e trabalhou com Lavoisier, fourcroy, laurent jussieu, o abade haüy, Werner e Alessandro Volta. Em carta publicada no Scherer’s Journal em janeiro de 1800, José Bonifácio aos 37 anos descreve dois novos minerais. Um denominou petalita, em homenagem ao Imperador do Brasil. O outro de espodumênio. Hoje, sabe-se que a petalita é um silicato de alumínio e lítio, LiAl(Si2O5)2.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *