Trianguleno finalmente sintetizado

Em 1953, o químico checo Erich Clar colocou a hipótese da existência do trianguleno (C22H12), uma molécula
aromática constituída por seis hexágonos de carbono unidos de forma a formar um triângulo. A estrutura possui dois
elétrons desemparelhados que a tornam bastante instável, tendo tendência a polimerizar. Por essa razão, as
síntese tradicionais foram infrutíferas. Sessenta e quatro anos depois da hipótese de Clar,  investigadores da IBM e da Universidade de Warwick ( Reino Unido) sintetizaram o trianguleno em uma superfície de cobre, usando di-hidrotriangulenos como precursores. As técnicas de STM/AFM combinadas com cálculos teóricos baseados em DFT permitiram confirmar a proposta de Clar.

Fonte: La Ciencia de la Mula Francis