Descoberta do nylon

O naylon é um daqueles produtos descoberto por acaso. O norte-americano Wallace Hume Carothers que trabalhava no setor de polimerização da superfábrica da Du Pont em Delaware, nos EUA, interessando em descobrir o funcionamento das ligações químicas na nova substância acabou desenvolvendo um novo produto.

A intenção de Carothers era descobrir por que determinadas moléculas se agrupavam formando

Wallace H. Carothers demonstrando o primeiro fio de naylon

fibras e outras não. Por isso, foi praticamente um acaso o desenvolvimento de um polímero que permitia ser esticado em longos fios maleáveis. O novo material foi chamado náilon (nylon) e introduziu a era das fibras sintéticas. O fio sintético é um xarope espesso, formado por longos fios lustrosos e elásticos como os da seda e celulose, que se solidificam ao esfriar. Essa era a aparência da primeira fibra sintética, produzida no início da década de 1930 nos laboratórios da Du Pont de Nemours.