Substâncias húmicas

Substâncias húmicas (SH) são misturas complexas e heterogêneas de materiais polidispersos formadas por reações químicas e bioquímicas durante a decomposição e transformação de restos de plantas e microrganismos (um processo chamado de humificação). Lignina e os seus produtos de transformação, assim como polissacáridos, melanina, cutina, proteínas, lipídeos, ácidos nucleicos, partículas finas carvão, etc., são componentes importantes que participam neste processo. O termo “SH” é usado num sentido genérico para distinguir os ácidos húmicos (AH) que ocorrem naturalmente de ácidos fúlvicos (AF). Os AH e AF são definidos “operacionalmente” pela solubilidade em soluções alcalinas ou ácidas. É importante notar, que não existem divisões nítidas entre AH, AF e huminas. Todos são partes de um sistema supramolecular extremamente heterogêneo e as diferenças entre as subdivisões são devido às variações na composição química, acidez, grau de hidrofobicidade, e auto associações de moléculas. Com base na sua solubilidade em soluções aquosas, como uma função do pH, as SH podem ser divididas em três frações. AH é a fração que é solúvel sob as condições de pH alcalino e sub-neutro, AF é a fração solúvel em água independentemente do pH e humina que é a fração insolúvel a qualquer valor de pH.