Baterias para celulares mais seguras

O lítio metálico tem sido considerado nos últimos anos como um material essencial  para produzir baterias recarregáveis ​​com alta densidade de energia. Todavia, as essas baterias apresentam problemas com dendritos; ou seja são formados cristais de lítio tipo tendril resultado de carregamentos repetidos e da descarga das baterias. Esses cristais crescem até depositarem e isolando  as partes negativas e positivas da bateria. Como resultado, a energia cai ou até chega a curto-circuitos. Químicos da China e dos EUA encontraram uma maneira de evitar que os dendritos crescessem  com a adição de  nanodiamantes na solução eletrolítica. Na verdade, os diamantes são insolúveis e revestem de octadecilamina a solução eletrolítica. Esse efeito também é observado na galvanoplastia eletrolítica industrial há vários anos. As pesquisas mostram  que os dendritos não crescem nas baterias quando são usados diamantes com um diâmetro de aproximadamente 5 nm como o aditivo eletrolítico. O efeito protetor foi observado para mais de 100 ciclos de carga / descarga.

Fonte: Chemie