Talidomida

R-talidomida: efeito tranquilizante

A talidomida tornou-se um sedativo popular e um hipnótico suave quando inicialmente foi introduzida no mercado em 1956. No começo da década de 1960, entretanto, um número crescente de bebês congenitamente deformados (teratogênicos) nasceram de mães que haviam tomado a droga durante os primeiros meses de gravidez. Desde então, testes do caráter teratogênico de potenciais drogas tornaram-se obrigatórios. O papel químico da talidomida pode estar relacionado com sua capacidade de se combinar com algumas aminas relacionadas à putrescina que desempenham um papel na replicação do DNA.  Descobriu-se que somente uma forma estérica da talomida é teratogênica. Como o produto era vendida sem observar esse detalhe o desastre foi grande. Atualmente essa droga essa usada para o tratamento de hanseníase, lúpus e alívios dos sintomas em portadores do vírus HIV