As substâncias que comemos e não sabemos

A cada dia que passa é mais comum ficamos sabendo de doenças que até então se falava muito pouco. O diabetes, o câncer, hipertensão são detectados cada vez mais. Sem sombras de dúvida um dos ocupados é a vida moderna e os seus efeitos colaterais. Cada vez estamos tendo contato com uma séries de substâncias que nem imaginamos. Esse é o caso dos aditivos acidentais, aquelas substâncias  que estão nos alimentos de forma não intencional. Entre esses aditivos temos, por exemplo, os resíduos de agrotóxicos que são utilizados no combate as pragas e que permanecem nos vegetais, contaminando inclusive os animais que se alimentam deles. Ao ingerirmos esses vegetais e os animais, ingerimos também pequena quantidades de agrotóxicos. O emprego abusivo de agrotóxicos e a colheita de vegetais antes do término do período de carência são responsáveis pela contaminação de alimentos em praticamente todo o planeta. Em alguns países, como o Brasil, os níveis são alarmantes; embora abolido há muitos anos ainda se detecta a presença de DDT na alimentação brasileira. Os antibióticos utilizados no combate as doenças do gado e das aves são encontrados resíduos em carnes e  laticínios, sendo incorporado no nosso organismo. Detergentes utilizados na limpeza das máquinas processadoras de alimentos e óleos usados na lubrificação das máquinas, principalmente na industria de panificação, também contaminam os alimentos. Embora rara, mas também contamina os alimentos é a contaminação radioativa, que pode ocorrer pela utilização de armas nucleares, ou por acidente em usinas nucleares, como por exemplo a usina de Chernobyl, na Ucrânia, antiga União Soviética.

Fonte: Cura e Ascensão