Química de clique e a descoberta de 39 drogas anticancer

A descoberta de novas drogas é necessário que sejam sintetizadas milhares ou até mesmo milhões de moléculas que passam por um grande processo de triagem até encontrar aquela molécula efetiva para o tratamento de uma doença. Um grupo de pesquisadores do instituto de de pesquisa Scripps (Califórnia) desenvolveram uma maneira rápida e fácil de modificar simultaneamente dezenas de drogas ou moléculas para melhorar suas propriedades de combate a doenças. A nova abordagem se baseia na troca de um grupo químico por outro em 39 medicamentos contra o câncer. Eles descobriram em condições de laboratório que drogas  quimicamente alteradas de três das drogas apresentavam atividade anticancerígena mais potente. Essa forma de produzir novas drogas obedece o princípio da química do clique, o termo usado para reações moleculares simples que podem ser realizadas em um único recipiente, não perturbadas pela água e gerar apenas um produto estável com alto rendimento. Segundo o prêmio do Nobel K. Barry Sharpless, PhD, que co-liderou o estudo que o novo é como decorar moléculas como árvores de natal,  sendo adicionado um novo “ornamento” funcional a um dos ramos de uma molécula.

Fonte: ScienceDaily