A corrosão um fenômeno que desafia a tecnologia

Desde que o homem descobriu a forma de produzir ferro luta contra uma fenômeno chamado de corrosão. Esse fenômeno nada mais é que a oxidação de um metal. Como resultado ela diminui a vida útil dos materiais, tais como automóveis, pontes e utensílios domésticos.  A substituição do metal corroído custa caro e causa perdas econômicas e praticamente todo o mundo. Particularmente no caso do ferro, a  principal culpada é a água. Uma gota de água na superfície do ferro, por exemplo, pode agir como eletrólito para a corrosão em uma pequena célula eletroquímica. Nas bordas da gota, o oxigênio dissolvido oxida o ferro. Os elétrons retirados desta parte do metal pela oxidação podem ser restaurados em outra parte do metal condutor. No caso do ferro que está banhado pela região pobre em oxigênio do centro da gota. Os átomos de ferro que perdem seus elétrons formam íons Fe2+, e dissolvem-se na água vizinha. Esse processo resulta na formação de minúsculos buracos na superfície. O íons Fe2+ são depois oxidados a Fe3+ pelo oxigênio dissolvido. Estes íons precipitam com óxido de ferro (III) hidratado, Fe2O3.H2O, popularmente conhecido por ferrugem.

Fonte: Química vestibular