Qual o gosto de uma cerveja de 1840?

A cerveja é uma bebida popular em todas as regiões do planeta e que cujo sabor depende de sua composição química. A disputa do mercado é tão grande que qualquer informação nova, torna o novo produto um baluarte do mercado. Nesse contexto, estão as cervejas produzidas no passado, qual era o gostos dessas bebidas?  Cervejeiros aventureiros estão extrapolando receitas de pistas que cientistas descobriram de cervejas antigas encontradas em sítios arqueológicos. Por exemplo, químicos europeus estão analisando algumas das mais antigas cervejas preservadas de um naufrágio de 1840 para tentar fornecer informações sobre como elas foram feitas.  Evidências arqueológicas descobriram um naufrágio que ocorreu na Finlândia durante a década de 1840. As condições ambientais da região conservaram no fundo do mar cerca de 150 garrafas de champanhe e cinco garrafas de cervejas. As análises químicas realizadas pela equipe liderada pelo Dr Brian Gibson (Centro de Investigação Técnica da Alemanha) mostraram que as cervejas do naufrágio continham níveis similares de potássio comparadas com as cervejas modernas. As cervejas antigas têm de 15 a 60 vezes mais sódio, presumivelmente derivado da água do mar, que as cervejas modernas. Os teores de etanol eram baixos (2,8-3,2%) em comparação as cervejas típicas modernas. As proporções de massa de glicerol e etanol foram 4,5% para  as cervejas naufragadas, o que é típico de um produto de fermentação de levedura. Entre as cervejas antigas a equipe de Brian Gibson constataram que as cervejas eram diferentes devido a quantidade de lúpulo, mas com o amargo das cervejas modernas. Em termos de acidez, as cervejas antigas eram ácidas com valor de pH de cerca de 1 unidade abaixo dos valores modernos. O dióxido de enxofre não foi detectado nas cervejas antigas, muito embora o dióxido de enxofre original provavelmente teria sido oxidado durante os 170 anos submersos. Os níveis de proteína foram muito baixos nas cervejas antigas. 

Fonte:  Journal of Agricultural & Food Chemistry .