O sistema tampão do sangue humano

Sistemas tampão ajudam a manter constante o pH de fluídos corporais. Dentro das células, o sistema tampão “fosfato” é o mais importante. Os dois componentes são o íon hidrogenofosfato, HPO4, e o íon diidrogenofosfato, H2PO4. Se não houvesse essas soluções-tampão no sangue, a faixa de pH poderia sofrer sérios desvios. Se o pH do sangue subir, sendo superior a 7,8, denomina-se alcalose. Já se o pH cair demais, abaixo de 6,8, será um estado de acidose. Ambas são condições perigosas, que podem levar à morte. Outro sistema tampão importante no sangue humano é formado pelo ácido carbônico (H2CO3) e pelo sal desse ácido, o bicarbonato de sódio (HCO3).

H2CO3 ⇔ H+ + HCO3

Se a essa solução for adicionada uma pequena concentração de ácido, irá ocorrer sua ionização, gerando cátions H+, que irão reagir com os ânions HCO3 presentes no meio, originando ácido carbônico não ionizado. Não ocorre a variação do pH. Já se uma base for adicionada, serão gerados ânions OH. Esses íons se combinam com os cátions H+, provenientes da ionização do H2CO3. Assim, os ânions OH são neutralizados, mantendo o pH do meio.