Qual a razão de existirem cogumelos alucinógenos?

O ingrediente ativo em cogumelos mágicos , psilocibina, foi descoberto em 1958 por um químico suíço Albert Hofmann (que também descobriu o LSD). A psilocibina foi descoberta em cogumelos cultivados no Museu de História Natural de Paris.  Dentre o cogumelos alucinógeno, psilocybe mexicana é um dos mais famosos. Seu primeiro uso foi feito pelos primeiros nativos da América Central e América do Norte há 2.000 anos atrás. Por fazer parte da coleção do Museu de História Natural de Paris o psilocybe, tornou-se celebre por causa de seus efeitos em pacientes do  hospital de Sainte-Annee, em artistas, pintores e escritores. Por causa dos efeitos alucinógenos  recebeu este nome de psilocybe. Interessante é que a origem da substância psicodélica psilocibina é encontrada estranhamente em quatro tipos de fungos biologicamente distantes (psilocibes, conocybes, panaeolus e stropharias). Difícil imaginar um ancestral comum, no entanto, pesquisadores sugerem  genes responsáveis pelo a formação da Psilocibina foram transmitidos de espécie para espécie quando se juntaram no mesmo ambiente. Essa transmissão parece mostrar que esses genes proporcionam uma vantagem evolutiva sobre o ambiente ao organismo em que vivem. Qual é o pior pesadelo de cogumelos? Sem dúvida, são os insetos. Então, esses fungos crescem em ambientes ricos em esterco animal e em decomposição de madeira. Mistura que os insetos amam também, assim como eles gostam de comer cogumelos. A psilocibina, como nos humanos, tem efeitos psicotrópicos? A resposta é sim. Psilocibina provavelmente não é apenas um veneno ou gosto ruim para insetos predadores.

Fonte: Le Figaro