A poluição está mudando as células

As pessoas são normais? Atualmente isso não é bem uma verdade. Um novo estudo descobriu que grandes grupos de células em tecidos saudáveis ​​carregam mutações, incluindo aquelas ligadas ao câncer. O estudo revelou que cerca de 95 por cento das pessoas saudáveis tinham manchas de células mutadas em pelo menos um dos 29 tecidos examinados , incluindo rim, músculo e fígado, relatam pesquisadores em 7 de junho na Science . A maioria dessas mutações encontradas nas 488 pessoas eram inofensivas, mas algumas estão relacionadas a vários tipos de câncer. Cerca de 40% dos tecidos tinham pelo menos um grande pedaço de células mutantes, e cerca de 5%  tinham cinco ou mais manchas mutantes.

Os tecidos da pele, esôfago e pulmão são os tecidos com mais fragmentos mutantes. Esses três tipos de tecidos são expostos a mais luz ultravioleta, poluição, fumaça ou outros fatores ambientais que podem causar mutações do que órgãos internos, que não estão diretamente expostos a esses fatores externos. Em pessoas de ascendência européia, a pele exposta ao sol acumulou mais mutações do que a pele coberta. Os afro-americanos não tiveram o mesmo aumento de mutações em sua pele exposta ao sol. A idade também afeta número de mutações; com mutações surgindo mais frequentemente após os 45 anos em tecidos que se dividem para formar novas células.  

Segundo os pesquisadores ainda não é possível dizer até que ponto um tecido está próximo de se tornar canceroso, mas o estudo realizado é o primeiro passo para responder a essa pergunta.

Leia também

Novo processo para criar drogas anticancerígenas

Inteligência artificial procura novas drogas anticâncer

O herbicida condenado por causar câncer

Gordura um ajudante oculto do câncer

Química de clique e a descoberta de 39 drogas anticâncer

PM2,5 a poluição que causa 9 milhões de mortes prematuras por ano

A contaminação do arsênio

Aditivos alimentares e seus perigos

 

Fonte: Science News