Tabelas periódicas para moléculas

A Tabela Periódica de Mendeleeve é a base da Química em todos os seus sentidos, sendo considerada umas pedras angulares das ciências naturais. Esse fato faz com que muitos cientistas busquem outras tabelas para os elementos químicos e suas moléculas. Assim, os cientistas do Instituto de Tecnológia de Tóquio (Tokyo Tech) desenvolvem tabelas semelhantes à tabela periódica de elementos para moléculas. A proposta dos cientista japoneses foi publicada na Nature Communications

A abordagem dos cientista foi baseada na observação do comportamento dos elétrons de valência dos átomos que formam as moléculas.  Quando múltiplos átomos formam uma molécula com uma forma simétrica, seus elétrons de valência tendem a ocupar orbitais moleculares específicos chamados de “orbitais superatômicos”, nos quais se comportam quase exatamente como se fossem os elétrons de um átomo enorme.

Ao considerar esse fato e analisar os efeitos das simetrias estruturais das moléculas agrupadas, os pesquisadores propuseram “modelos orbitais adaptados a simetria (SAO)”, que estão de acordo com várias moléculas conhecidas e com o estado da arte dos cálculos da mecânica quântica. As novas tabelas periódicas, que seriam criadas para cada tipo de simetria, seriam na verdade quadridimensionais, porque as moléculas seriam organizadas de acordo com quatro parâmetros: grupos e períodos (com base em seus elétrons de “valência”), semelhante à tabela periódica normal), espécies (com base nos elementos constituintes) e famílias (com base no número de átomos).

Leia também

A tabela periódica segundo a matemática
A tabela periódica segundo estudantes de arte
A situação da Tabela Periódica nos seus 150 anos

Fonte: Mirage News