A Ford, McDonald´s e o café

Ao que parece a Ford está tentando fazer sua parte para combater as mudanças climáticas. Ela vem reciclando resíduos de café velhos produzido pela McDonald’s em peças de automóveis. A montadora vai levar o desperdício de alimentos da gigante de fast food. A ideia é retira resíduos orgânicos da McDonald´s para o laboratório da Ford. Nos laboratórios da Ford o resíduo será transformado em bioplástico. Com isso, a Ford quer reduzir o desperdício de alimentos, além de tornar as peças do carro mais leves. Com isso, a Ford acredita que menos será petróleo e consequentemente as emissões de CO2 pode ser reduzida.

Peça da Ford produzida com palha de café

A  Ford está transformando a pele seca do grão de café, que cai de durante a torrefação, em peças de automóvel. Todos os anos, milhões de quilos de palha de café – a pele seca do grão que sai naturalmente durante o processo de torrefação – são transformados em cobertura vegetal ou carvão vegetal na América do Norte. Juntos, Ford e McDonald’s podem fornecer um novo material inovador para uma parte significativa dos automóveis. As empresas descobriram que a palha pode ser convertida em um material durável para reforçar certas peças do veículo. Ao aquecer a palha a altas temperaturas sob baixo oxigênio, misturando-o com plástico e outros aditivos e transformando-o em pellets, o material pode ser formado em várias formas.

O composto de palha atende às especificações de qualidade para peças como carcaças de faróis e outros componentes internos e sob o capô. Os componentes resultantes serão cerca de 20% mais leves e exigirão até 25% menos energia durante o processo de moldagem. As propriedades de calor do componente de palha são significativamente melhores do que o material usado atualmente. Consequentemente, a Ford estabeleceu uma meta para si mesma de usar apenas plásticos reciclados e renováveis ​​em sua frota global de veículos.

Leia também

As cápsulas de café biodegradáveis

Copos de bambu “ecológico” para café

Químicos criam gel de polímero flexível a partir da cafeína

Deixe seu plástico no supermercado

Fonte: The Verge