Haloperidol: os camundongos mostraram o seu valor

haloperidol2
Haloperidol

Quanto Bert Hermans, em 11 de fevereiro de 1958, sintetizou um butirofenônico apelidado de R 1625 como um suposto analgésico não imaginava os seus reais efeitos aos seres humanos. O haloperidol, nome dados ao R 1625, inicialmente não se comportou como um analgésico quando testado em camundongos. Ao ser administrado em camundongos o haloperidol deixram os camundongos bastante animados por cerca de 15 minutos, mas depois os bichinhos tornaram-se catalépticos (ou estado mórbido) e sedados. O comportamento dos camundongos com o haloperidol era parecido com aquele observado para clorpromazina, um antipsicótico utilizado na época. A história mostra que o haloperidol e clorpromazina são dois medicamentos mais comumente prescritos para o tratamento da esquizofrenia. O haloperidol é usado para abortar os chamados sintomas posítivos da esquizofrenia, também conhecido como comportamentos psicóticos, alucinações, delírios e pensamentos desordenados.