Queimadas

Uma queimada é um processo de queima de biomassa, que pode ocorrer por razões naturais ou causada pelo homem. Quimicamente, uma queimada ocorre de acordo com a seguinte reação química:

[CH2O] + O2 → CO2 + H2O,

[CH2O] = composição média da biomassa. Outras substâncias são produzidas durante uma queimada, por exemplo, monóxido de carbono (CO), óxidos nitrosos (NOx,), hidrocarbonetos, e partículas de aerossóis entre outras. Os gases emitidos nas queimadas modificam o equilíbrio climático e biogeoquímico do planeta. O dióxido de carbono (CO2), metano (CH4) e NOx, contribuem para aumentar o efeito estufa na atmosfera. A evolução de uma queimada é descrita em quatro estágios: ignição, chamas, brasas e extinção. A ignição da biomassa depende do seu tipo e de sua umidade e de fatores ambientais, como temperatura, umidade relativa e vento. O estágio de chamas inicia-se com um processo pirolítico, durante o qual as elevadas temperaturas provocam ruptura das moléculas constituintes da biomassa. Componentes de alto peso molecular são decompostos em compostos de peso molecular mais baixo, como carvão e o alcatrão, que são fonte primária de energia para as chamas, e finalmente em compostos de natureza gasosa.