Ícone do siteClube da Química

Qual família do elemento químico alumínio

Barra de alumínio

Qual a família do elemento químico alumínio. Antes temos que dizer que o alumínio é 95% reciclado no Brasil, dentro da cadeia produtiva é um excelente número. Pensei na seguinte charg:

Características gerais do alumínio

Em primeiro lugar, esse elemento químico metálico possui as seguintes características:

Embora seja menos condutor do que o cobre, utiliza-se o fio de alumínio frequentemente para transmitir energia de elétrica de alta tensão. A princípio, explica-se o seu uso por duas características: ser mais leve e mais barato. Embora seja quimicamente muito reativo, o alumínio resiste, sobretudo, à corrosão pela formação de um revestimento de óxido autoprotetor.

Abundância do alumínio na crosta terrestre

Apeser de ser um dos  metais mais abundantes na crosta terrestre (cerca de 8% em peso), encontramos sempre o alumínio  combinado com outros elementos. O aluminio faz parte da composição químicas de muitos minerais, por exemplo, argila, bauxita , mica, feldspato, alúmen, criolita etc. 

História do alumínio

A análise de um curioso ornamento de metal encontrado na tumba de Chou-Chu, um líder militar do 3o século chines, acabou por ser 85% de alumínio. Como foi feito permanece um mistério. No final de 1700, sabia-se que o óxido de alumínio continha o alumínio, mas  todas as tentativas de extraí-lo foram derrotadas. Humphry Davy usou corrente elétrica para extrair sódio e potássio de suas chamadas ‘terras’ (óxidos), mas o que ele não conseguiu isolar o liberava alumínio da mesma maneira. A primeira pessoa que conseguiu extrair foi Hans Christian Oersted em Copenhagen, Dinamarca, em 1825. Ele conseguiu obter o aluminio aquecendo o cloreto de alumínio com potássio. Mesmo assim, o alumínio isolado era impuro. Coube ao químico alemão Friedrich Wöhler aperfeiçoar o método em 1827 e obter o alumínio puro pela primeira vez usando sódio em vez de potássio.

Curiosidade I: alumínio de precioso a metal comum

O seu brilho e sua dificuldade de obtenção tornaram o alumínio um metal precioso em tempos antigos. Por exemplo, Napoleão III tinha em sua mesa garfos de alumínio para surpreender os diplomatas estrangeiros. Por outro lado, o Rei do Sião tinha um berloque feito a partir desse metal. Então, no primeiro aniversário do Príncipe da França, um ministro de Estado o presenteio com um chocalho de alumínio.

Só para se ter uma ideia em 1852, este metal custava aproximadamente 545 dólares o quilo. Dessa forma, platina e joias de alumínio eram consideradas do mesmo valor. Assim, em 1884 uma cápsula de alumínio pesando aproximadamente 3 kg foi escolhida para ser um Monumento de Washington. 

Na Exposição de Paris de 1855, uma barra de alumínio foi exibida junto das joias do rei. Entretanto, o americano Charles Martin Hall e o francês Paul Heroult, desenvolveram separadamente um processo de eletrolisação de criolita fundida e conseguiram obter alumínio em 1886.  Sendo assim, ele popularizaram e baratearam o alumínio no comércio.

Curiosidade II:Temos a folha de alumínio desde 1886

Atualmente, a folha de alumínio cerca toda nossa vida em muitos produtos, por exemplo, caixas de sucos e leite. Sem que percebemos nos deparamos com uma folha de alumínio, servindo de embalagem, como nos comprimidos  protegendo medicamentos que salvam vidas.

Então, a folha de alumínio é um invenção da  fábrica  JG Neher & Sons. Ela começou a ser produzida em 1886 na Suíça. Os filhos de Neher, juntamente com o Dr. Lauber, descobriram um processo de rolamento sem fim para fazer um papel alumínio. No começo, utilizou-se o papel de aluminio como uma barreira de proteção. Assim, fabricou-se a primeira folha de alumínio em massa a partir de 1910. Essa folha de aluminio era matéria prima para fazer latas.  A partir daí começou a usar o papel alumínio em embalagens de barras de chocolate e produtos de tabaco. Os processos evoluíram ao longo do tempo para incluir o uso de impressão, cor, laca, laminado e a gravação em relevo do alumínio.

Aplicações do alumínio

A diferença entre as ligas de alumínio, magnésio e zinco

Clique aqui

O alumínio e a indústria automotiva

Clique aqui

A descoberta do alumínio

clique aqui

A alta capacidade do alumínio em reagir com os outros elementos possibilita a sua aplicação em diversas áreas. De modo geral, as variedades de aplicações do alumínio relacionam-se com suas características físico-químicas, por exemplo, a resistência à corrosão e a alta condutibilidade elétrica e térmica. O alumínio é aplicado além de tantas outras que seria impossível enumerá-las. Então, aqui estão alguns exemplos de aplicação.

 

Leia também

Temos a folha de alumínio desde 1886

A descoberta do alumínio

Revista alumínio

Aplicações do alumínio

O Alumínio

Fonte

Royal Society of Chemistry

 

Sair da versão mobile