Nobélio

Nobélio, elemento químico radioativo produzido artificialmente; símbolo não; em. não. 102; massa não. do isótopo mais estável 259; p.f. 827 °C; p.e. e densidade desconhecida; valência +2, +3. É um metal da série de actinídeos do Grupo 3 da tabela periódica. O nobélio foi o 10º elemento transuraniano a ser descoberto. Foi produzido pela primeira vez e detectado em abril de 1958, por Albert Ghiorso, Torbjørn Sikkeland, John R. Walton e Glenn T. Seaborg na Univ. da Califórnia em Berkeley; eles usaram um acelerador linear de íon pesado para bombardear uma mistura de cúrio-244 e cúrio-246 com íons de carbono-12, produzindo nobel-254 (meia-vida de 55 segundos). O nome do elemento foi originalmente sugerido por cientistas do Instituto Nobel de Física, que em 1957 relataram a síntese de um isótopo do elemento; embora o nome tenha sido adotado, mais tarde foi mostrado que o elemento não poderia ter as propriedades que eles relataram. Treze isótopos, todos os quais são radioativos, são conhecidos; o mais estável, o nobélio-259, tem uma meia-vida de 58 min.

The Columbia Electronic Encyclopedia, 6ª ed. Copyright © 2012, Columbia University Press. Todos os direitos reservados.