Redefinindo a Química para a geração Z

A química se tornou tão fortemente ligada a muitos problemas da sociedade que uma redefinição da carreira de um químico da geração Z se tornou imperativo. Essa afirmação tem como base o fato de que muitos estudantes demonstrarem uma forte desconexão com a química, encarando-a como uma ciência que gera mais problemas que soluções.

Leia também

O Ensino on-line e a diversidade nos alunos

Aplicando o contexto no ensino de Química

O ensino brasileiro precisa chegar no século 21

O distanciamento do ensino com a sociedade

Esse pensamento estudantil tem a ver com a grande negatividade que a química está ligada como mudanças climáticas, poluição do ar, plásticos sendo acumulados no ambiente, pesticidas, entre muitas outras coisas. Infelizmente, o estudante não consegue reconhecer que esses problemas podem ser solucionados com atitudes mais éticas e direcionadas à sustentabilidade. Hoje a soluções desses problemas causadas pelo mal uso da Química se tornou uma obrigação para o futuro da humanidade.

Os alunos da geração Z se consideram a geração que deve corrigir os erros dos seus antecessores. Todavia, a complexidade atribuída a Química dificulta a formação de profissionais na área de Química. Por outro lado, o estudante principalmente do ensino médio parece considerar que o melhor caminho a seguir seja aquele que envolve ações políticas. A mobilização política da geração Z estão mais direcionadas a mudanças climáticas, principalmente os problemas ambientais enfrentados pela Amazônia. Uma questão ambiental muito recorrente em todos os locais do planeta. Devemos acrescentar nas questões políticas ambientais estão a proibição de produtos químicos agrícolas, o que favorece os produtos orgânicos.

Como podemos notar, a geração Z está claramente mais consciente com as questões ambientais e a sustentabilidade. Nesse propósito, dos 17 objetivos estabelecido pela ONU, a química está intrinsicamente em nove deles:

2 Fome zero

Papel da Química: desenvolvimento de fertilizantes sustentáveis e produtos  químicos ambientalmente benignos para aumentar a produtividade das terras agrícolas, limitando a depleção de nutrientes e permitindo a erradicação de pragas.

3 Boa saúde e bem-estar

Papel da Química: Alcançar melhor a qualidade dos nutrientes e dos alimentos por meio de aditivos e suplementos, além do desenvolvimento de produtos farmacêuticos e tratamento para doenças.

6 Água limpa e saneamento

Papel da Química: aprimorando e expandindo a purificação de água potável, especialmente para regiões remotas, bem com expandindo e desenvolvendo processos de tratamentos de efluentes para regiões agrícolas e rurais

7 Energia limpa e acessível

Papel da Química: desenvolvendo tecnologia de bateria e armazenamento de energia; além de melhorar a produção de hidrogênio a partir da água para atender às necessidades de energia de amanhã.

9 Indústria, inovação e infraestrutura

Papel da Química: reduzindo o uso de carbono para fabricar metais e materiais, como cimento, bem como a transição desses setores para a economia do hidrogênio

11 Cidade e comunidades sustentáveis

Papel da Química: desenvolvimento de materiais recicláveis para armazenamento e embalagem para gerar um setor de círculo fechado sustentável, além de expandir a recuperação de materiais químicos a partir de resíduos.

12 Consumo e produção responsáveis

Papel da Química: desenvolvimento estratégias de reciclagem de materiais não perecíveis, bem como desenvolvendo novas metodologias ecológicas para gerar produtos químicos vitais.

13 Ação climática

Papel da Química: reduzindo as emissões de carbono para a atmosfera de vários setores e desenvolvendo tecnologia para remover ativamente o carbono da atmosfera

14 Vida abaixo da água

Papel da Química: desenvolvimento e implementação de alternativas plásticas biodegradáveis, juntamente com a prevenção de escoamentos químicos da terra para os oceanos.

Podemos notar que objetivos de sustentabilidade e seu vínculo com a química são bons trampolins, dos quais os alunos podem explorar em carreiras científicas e técnicas com impacto positivo na vida de muitas pessoas. É importante ressaltar que a diversidade de objetivos relacionados acima oferece uma oportunidade de personalizar os caminhos de uma carreira na química.

Uma questão importante é que o engajamento direto dos alunos da geração Z na área de química pode ser alcançado envolvendo as questões ambientais e sustentabilidade relacionando com a química do ensino fundamental e médio. Essa poderia ser uma maneira de combater a impopularidade da química, sabemos que esse é um processo que leva tempo.

Fonte:

Scholes, C. A. Universidade de Melbourne