Qual maneira segura de treinar um cão detectar drogas

cão detector de drogas como treinar

Você já deve ter visto em filmes, novela ou no noticiário a participação de cães farejadores no resgate de vítimas ou no auxílio a policiais. Cães treinados são sensores químicos incríveis, muito melhores na detecção de drogas entre outras substâncias perigosas.

Você sabia que os cachorros podem desenvolver a habilidade do olfato aguçado e que há um treinamento para isso? O desafio é que os cães precisam ser treinados e treiná-los com substâncias realmente perigosas pode ser inconvenientemente perigoso.

Antes de meter as fuças em malas, carros ou pessoas – em geral nos locais de grande fluxo de gente ou mercadorias, como alfândegas, aeroportos e terminais rodoviários –, eles passam por meses de ralação quando aprendem a identificar os diversos tipos de drogas e a se comportar em público. A escolha dos cachorros para o emprego de caça-bagulhos se deu em função de seu olfato poderoso.

Leia também

As drogas atuais no meio universitário

 

Para acelerar e deixar menos perigoso a tarefa de treinar um cão, cientista do NIST (Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia dos Estados Unidos) têm trabalhado para resolver esse problema usando polidimetilsiloxano (PDMS). O PDMS absorve os odores de uma substância e os libera lentamente ao longo do tempo. Coloque o PDMS em um recipiente com um explosivo ou droga por algumas semanas até que ele absorve os odores e você poderá usá-lo para treinar cães com segurança para detectar essas substâncias.

Mas algumas semanas é muito tempo, e agora os pesquisadores do NIST desenvolveram uma maneira mais rápida de infundir vapores no PDMS. Os resultados da pesquisa foram publicados na Forensic Chemistry e mostram que ao aquecer compostos encontrados em explosivos são rapidamente absorvidos no PDMS. Dessa forma, os pesquisadores reduziram o tempo que levava de treinamento dos cães. O sucesso da metodologia foi obtido ao testar duas temperaturas com o explosivo TNT de baixa volatilidade.

A vantagem para a metodologia desenvolvida está relacionada à capacidade dos terroristas ou traficantes passarem a utilizar novos tipos de explosivos ou drogas. Com a nova metodologia os treinadores não precisam esperar um mês para ter cães treinados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *