O óxido nitroso o gás hilariante perigoso

O óxido nitroso, também conhecido como gás hilariante cuja fórmula química é N2O, é um gás incolor. Esse gás recebe o nome de hilariante porque provoca riso e gargalhadas, mas o seu uso não é tão inofensivo como os consumidores podem pensar.  Após a inalação surge a euforia, com consequente desinibição psicomotora, alteração do estado da consciência, estado dissociativo, com sensação de desconexão do ambiente circundante, despersonalização e desrealização. Como os efeitos duram muito pouco tempo, a maioria dos consumidores repete o consumo da substância por mais um período de 30 a 60 minutos ou até de horas.

O óxido nitroso é um composto que pode ser usado como agente anestésico fraco, mas também é considerado o terceiro gás de efeito estufa de longa duração. Como anestésico, o óxido nitroso é administrado juntamente com o oxigênio. Em anestesia geral, a adição de óxido nitroso ao oxigênio permite uma redução da quantidade do agente anestésico mais caro, obtendo-se o mesmo efeito. Uma mistura de 20% de óxido nitroso em 80%, por exemplo, é equivalente à aplicação de 15 mg de morfina subcutânea.

Dependendo da concentração administrada, também possui a propriedade de induzir sedação consciente, reduzindo significativamente a ansiedade e o sofrimento psicológico dos pacientes durante procedimentos dolorosos.

Industrialmente, o óxido nitroso é utilizado principalmente na fabricação de chantili (propelente em aerossóis), como agente oxidante em motores de foguetes, e em automóveis (otimizador na queima de combustíveis em motores – nitro).

O óxido nitroso contribui substancialmente para o aquecimento global e é uma substância que consome substancialmente o ozônio estratosférico.

Leia também

O aquecimento global já alterou o pulmão do planeta

Qual família do elemento químico Nitrogênio

O Gás do efeito estufa metano

O que estuda a química ambiental

Devido ao fato de ser hilariante, o óxido nitroso vem sendo muito utilizado para fins recreativos. Todavia, um dos efeitos danosos à saúde desse gás são os efeitos neurológico ou neuromuscular. Os efeitos da intoxicação com óxido nitroso começam com formigamento, fraqueza muscular, além de interferir no andar das pessoas. Infelizmente, a recuperação das pessoas intoxicadas é longa e muitas vezes aleatória.

Do ponto de vista médico é conhecido que o gás óxido nitroso interfere no metabolismo da vitamina B12, que normalmente desempenha papel essencial no sistema nervoso, especialmente na formação da bainha de mielina que protege os nervos e permite a condução de sinais elétricos ao longo das células nervosas.

Em tempos em se fala de pandemia de Covid-19, na Europa e outros países já existia uma epidemia do óxido nitroso. Esse gás vinha sendo utilizado na Comunidade Europeia pelos adolescentes. Somente na França em 2018 foram relatados mais de 70 casos de pessoas com efeitos neurológicos. Na Inglaterra, o óxido nitroso foi associado a 16 mortes adolescentes desde 2007, mas este está longe de ser um problema exclusivo do Reino Unido. Espanha, China e Austrália são alguns países onde tem crescido o aumento do uso recreativo do óxido nitroso, um agente anestésico em forma de gás que, a longo prazo, pode ter consequências nefastas para a saúde.

 

Fonte:

Wikipédia

Sciences et Avenir

Air Liquide Healthcare

Ecycle

Diários de Notícias