O sonho e as descobertas químicas

Sonhar é natural para qualquer ser humano e sua interpretação é historicamente motivo do aparecimento de muitos profetas. Como a história de José no Egito que se tornou conhecido como intérprete dos sonhos. Durante sua prisão José foi capaz de decifrar o sonho do Faraó de sete vacas gordas e sete vacas magras. Intepretação que praticamente salvou o Egito da falta de comida durante os sete anos de seca; uma vez que, de acordo com José, o Faraó deveria guardar a comida durante a abundância agrícola evitando a fome do povo Egípcio na seca.

Outra interpretação de sonho importante para a história da humanidade seja a descoberta da insulina. O cientista Frederick Banting sonhou com um cachorro diabético e um procedimento cirúrgico que incluía amarrar o pâncreas o que levaria a um avanço relacionado ao equilíbrio desproporcional entre açúcar e insulina. O interessante é que em outro sonho indicou a Banting como a insulina poderia ser usada para tratar diabetes. Graças aos dois sonhos milhões de vidas foram salvas por essa descoberta. Além disso, por causa da descoberta Banting recebeu o Prêmio Nobel de Medicina com apenas 32 anos.

Na Química existem dois sonhadores famosos por suas descobertas. O primeiro foi Dmitri Mendeleev que estava obcecado em encontrar uma maneira lógica de organizar os elementos químicos. Essa obsessão vinha atormentando a sua mente por meses. Em 1869, ele resolveu escrever os nomes dos elementos em cartões – um elemento em cada cartão. Ele então escreveu as propriedades de cada elemento em seu próprio cartão. Ele viu que o peso atômico era importante de alguma forma, mas não conseguiu encontrar um padrão.

Leia também

História da Tabela Periódica

Um mapa mental da Tabela periódica

A biografia de Kekulé exemplo de criatividade

Kekulé o homem que idealizou o benzeno

Convencido de que estava perto de descobrir algo significativo, Mendeleiev mexeu nas cartas por muitas horas até que finalmente adormeceu em sua mesa. Quando ele acordou, ele descobriu que seu subconsciente havia feito seu trabalho por ele! Um arranjo lógico dos elementos lhe ocorreu. Mais tarde, ele escreveu:

“Em um sonho, vi uma mesa onde todos os elementos se encaixavam conforme necessário. Despertando, imediatamente anotei em um pedaço de papel.”

Outra descoberta química vinda de um sonho foi a estrutura do benzeno e da química aromática.  August Kekulé estava preocupado com a forma como os átomos do benzeno estão organizados.

Era um problema difícil, porque a proporção de átomos de carbono e hidrogênio era diferente da observada em outros compostos de hidrocarbonetos. Em uma noite fria de 1865, ele trabalhou no problema em seu quarto. Incapaz de encontrar uma solução, ele virou sua cadeira para o fogo e cochilou.

Ele começou a sonhar com átomos dançando. Gradualmente, os átomos se organizaram na forma de uma cobra. Então a cobra se virou e mordeu o próprio rabo. A imagem da cobra, com o rabo na boca, continuou a dançar diante de seus olhos. Quando Kekulé acordou, ele percebeu o que o sonho estava lhe dizendo:  As moléculas de benzeno são constituídas por anéis de átomos de carbono. A compreensão desses anéis aromáticos abriu um novo campo extremamente importante da química – a química aromática – e uma nova compreensão da ligação química.

Por isso, nunca deixe de dormir, o sonho que pode mudar o seu futuro e da humanidade só ocorrerá durante o sono.