O que são combustíveis e onde são usados

Cargueiro de petróleo

Os combustíveis são todas as substâncias químicas que reagem com o oxigênio (O2) e liberam o gás do efeito estufa dióxido de carbono certa quantidade de energia na forma de calor:

Combustível + O2 → CO2 + H2O + ΔH (calor)

Toda queima de um combustível é uma reação química do tipo exotérmica (libera calor), mas os produtos originados sempre variam de acordo com o combustível utilizado, como dióxido de carbono, monóxido de carbono, óxido de ferro, entre muitos outros.

Leia também

O consumo consciente de energia elétrica

Combustíveis: diferenças e expectativas

As duas gerações do álcool combústivel

Hidrogênio o combustível do futuro

Nossos hidrocarbonetos do dia a dia

Os combustíveis são fontes usadas para fornecer energia, como aquecimento, transporte e geração elétrica. Cerca de 95% da energia usada pela humanidade vem de combustíveis primários. Dentre os combustíveis primários os mais utilizados são petróleo e gás natural. Na maioria das vezes os combustíveis primários são usados para gerar energia em usinas, motores, aquecedores e qualquer outra coisa necessária para realizar trabalho ou gerar calor.

Combustíveis primários incluem combustíveis nucleares, biocombustíveis e combustíveis fósseis. Frequentemente, os combustíveis primários são processados para fazer algo quimicamente distinto de como eles foram obtidos de um recurso natural. Por exemplo, o petróleo bruto é um combustível primário que é destilado por fracionamento antes de se tornar um produto consumido no mercado.

Dentre os produtos obtidos pelo fracionamento do petróleo estão metano, butano, propano, gasolina, querosene e diesel que também são combustíveis, mas são diferentes por serem derivados de fontes primárias de energia. Esses são conhecidos como combustíveis secundários e são mais fáceis de serem queimados pelos motores.

Outro hidrogênio é um combustível que pode ser obtido quimicamente da água ou do metano (e de outras fontes), é considerado uma moeda de energia, pois não se forma naturalmente em abundância na Terra.

Os combustíveis variam consideravelmente em densidade de energia, custo e impacto ambiental, por exemplo, o urânio tem uma densidade de energia significativamente maior do que os combustíveis fósseis, mas é muito mais caro. Também é difícil comparar a densidade de energia e o impacto ambiental dos combustíveis com os fluxos primários devido à natureza de como cada um é utilizado.

Diferentes países têm combinações de energia muito diferentes. Aproximadamente 95% da energia primária no mundo vem de combustíveis como petróleo, carvão e gás natural (todos os quais, exceto os combustíveis nucleares, produzem extensos gases de efeito estufa quando usados). A maior parte da energia primária do resto do mundo vem da energia hidrelétrica, embora uma pequena fração seja a energia eólica, solar, geotérmica e das marés. A quantidade de eletricidade que vem dos fluxos aumenta para cerca de 19% (ainda principalmente hidrelétrica) porque os fluxos não têm as mesmas limitações de ter uma eficiência térmica que os motores térmicos têm e os fluxos são usados quase inteiramente para geração de eletricidade.

Algumas características dos combustíveis

  • O petróleo bruto deve ser submetido a uma refinaria de petróleo antes de se transformar em combustível secundário (combustível utilizável) como gasolina, diesel ou querosene.

  • O carvão é geralmente colocado em uma usina a carvão para gerar eletricidade.

  • O vento deve ser aproveitado por uma turbina eólica antes que possa gerar eletricidade.

  • Petróleo bruto, carvão, vento e gás natural são fontes de energia primária. A eletricidade não é uma fonte de energia primária, é uma moeda de energia. Da mesma forma, os combustíveis secundários também são moedas de energia e não são fontes de energia primária, eles devem ser feitos.

 

Fonte:

Energy Education

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *