O que uma artista admiradora de vinho e química produz

Chemical Still life #73

Na maioria das vezes a palavra Química é um sinônimo de não gostar ou coisa ruim. Por exemplo, a química usada no cabelo é prejudicial a saúde, ou mesmo a química do cigarro causa câncer. Os problemas de contaminação ambiental também têm como prerrogativa a química. Somando a essas afirmações podemos colocar a própria dificuldade de aprendizagem dos conteúdos de Química.

Uma coisa não podemos negar quem gosta de Química gosta para valer reconhecendo-a em todas as partes de nossas vidas. Esse amor podemos usar como exemplo a artista plástica Taylor Smith com a seguinte declaração:

Taylor Smith
Artista plástica Taylor Smith Facebook.com/TaylorSmithContemporaryArt Instagram.com/TaylorSmithStudio Twitter.com/TaylorSmithArt

“Meu trabalho é uma interpretação contemporânea e calculada da abstração combinada com elementos de natureza morta tradicional e retratos fotográficos. Matemática, ciência, química orgânica, analógico, tecnologia, fotografia e cultura pop também desempenham um papel no meu caminho desde a concepção até conclusão. Minha intenção é capturar esse processo nas camadas e etapas visíveis que se misturam abstração e pintura tradicional com ciência para criar uma experiência inesperada e comovente.”

Uma série de pinturas de Taylor Anne Smith é possível identificar a Química sendo retratada em estruturas com objetos. Detalhes químicos são adicionados com uma camada de composição.

Algumas obras de Taylor Anne Smith

 

Interessante é que a acha que é importante que as estruturas químicas que usa em suas pinturas são relevantes para mostrar o vinho. Com isso ela agrada os clientes que vivem na Região vinícola da Califórnia, região onde ela aprendeu algumas das técnicas químicas do processo de fermentação do vinho.

Durante a década de 1980, quando Taylor Anne Smith morava e pintava na Europa, ela desenvolveu um amor ao longo da vida pela cultura do vinho e pela ciência da vinificação. Tendo passado algum tempo nas regiões vinícolas da França, Alemanha, Espanha e Itália, ela começou a misturar vinho e arte no que agora é um portfólio diversificado de pinturas.

Leia mais Química e Arte

Um químico e a restauração de The Plague in Lucca

Van Gogh pintou uma planta venenosa

POPcasso – O Cubismo de Picasso segundo a Química

Aula de Química e a Arte

Segundo a artista é importante que o aspecto científico da estrutura, propriedades, composição, reações e preparação de compostos à base de carbono, hidrocarbonetos e seus derivados podem ter uma relação visual direta com a arte abstrata contemporânea.

Em muitas obras, Taylor adiciona os símbolos químicos para o processo de fermentação molecular de criação de vinho com carvão e tinta. Ela usa esses elementos simbólicos em suas obras de arte cujo tema é o vinho para desenvolver um diálogo entre a ciência da vinificação e o corpo humano que aprecia, cria e consome o vinho.

Fonte:

Abstractmodern

Tyalor Smith Art Portfolio Cover

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *