Ícone do siteClube da Química

Como os egípcios já conheciam a pilha

Pilha de Bagda

Como os egípcios já conheciam a pilha? Bom, alguns estudiosos acreditam que o Alivio de Dendera era mantido acesso por pilhas. Então, as paredes do templo de Hathor em Dendera é objeto de várias teorias e especulações desde sua descoberta. Assim, existem algumas características inusitadas que levam as pessoas a formulares diversas hipóteses.

Mas qual é a fonte dessas hipóteses? O que gera esse tipo de polêmica? Digo a você que toda essa polêmica gira em torno da luz Dendera. Então, no campo da interpretação do antigo Egito existem muitas gravações e esculturas que levam a diversas teorias. Por exemplo, uma série de relevos de pedra esculpidos nas paredes de um templo levam os cientistas a pensarem que no antigo Egito já existia uma tecnologia elétrica rudimentar.

Gravações encontradas no templo de Dendera no antigo Egito

A descoberta de vaso parecido com uma pilha

Em princípio, a chamada “bateria de Bagdá” é na verdade um conjunto de artefatos descobertos na década de 1930 perto de Bagdá, Iraque – 1.725 quilômetros (mais de 1.000 milhas) de Dendera, Egito.

Bom, com cerca de 14 cm de altura, a “bateria” é um recipiente de cerâmica que continha uma barra de ferro e algumas folhas de cobre laminadas. No entanto, existem poucas informações sobre a proveniência desse objeto.

Então, os cientistas pensam dentro do recipiente existe os primeiros exemplos de células galvânicas usadas para galvanoplastia. Mas nunca houve qualquer evidência de que era para isso que esses potes de barro eram usados.

O fato  é no vaso de cerâmica existia um cilindro de cobre cuja borda era solda com fina fita de estanho. Na parte debaixo do cilindro tinha um disco de cobre selado com “betume” ou “asfalto”. No centro do cilindro havia um ferro corroído e o topo selado com asfalto.

Além disso, a função do recipiente de cerâmica é inexplicada, mas testes do conjunto com materiais contido no fundo geram energia elétrica.

Wilhelm König, arqueologista Alemão e diretor do Museu Nacional do Iraque foi o responsável pelo estudo do artefato em 1938.

Junte-se a nós

A pilha de bagda é um mistério, mas a pilhas modernas não. Assim, colocamos abaixo alguns posts que você vai ficar mais fera nas pilhas. Acesse os posts ai.

Gostou do post?  Então, agora entre na nossa  comunidade do Clube da Química para receber nossas novidades além de tirar suas dúvidas. Assim, conecte-se nas nossas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter  e

Linkedin

Fonte

http://www.bbc.co.uk/dna/h2g2/A20600849#footnote3

http://www.mpoweruk.com/history.htm

http://www.smith.edu/hsc/museum/ancient_inventions/battery2.html

Sair da versão mobile