Ícone do siteClube da Química

A multa ambiental que a Shell levou de Haia

Cargueiro de petróleo

Então, como foi a multa ambiental que a Shell levou de Haia. Então, uUma decisão do tribunal distrital de Haia que obriga a petrolífera Shell a proteger o clima pode gerar mais ações judiciais neste sentido. Acima de tudo, essa decisão é uma chance real para que inúmeras empresas realmente mudem suas atitudes em relação à questão ambiental.

A princípio, para a maioria das empresas, as mudanças climáticas é um tema abstrato principalmente quando se trata do próprio negócio. Ou seja, muitas empresas ainda operam sem o menor controle e atitude para reduzir suas emissões de gases do efeito estufa. Então, o foco clássico das empresas sempre foi a maximização do lucro a curto prazo. 

O sinal vermelho está ligado

Mais recentemente, vem ocorrendo sinais crescentes de que a era das práticas econômicas predominantemente destrutivas está terminando. Mais e mais empresas estão reivindicando com entusiasmo a neutralidade climática para si mesmas ou, pelo menos, querem alcançá-la em breve. É claro que muitas “empresas ambientalmente corretas” alcançam este titulo com medidas de compensação questionáveis. Por outro lado, muitas empresas levam a sério as metas sustentáveis. Assim, aos poucos as empresas adicionam modelos de negócios à luz dos desafios do 21

A decisão judicial contra a Shell

A princípio, questões de sustentabilidade, como a crise climática, chegaram com força total aos departamentos de controladoria e finanças. Por exemplo, a última decisão legal contra a petrolífera Shell é um ganho para a sustentabilidade. Então, um tribunal de Haia decidiu que a empresa é responsável pelas emissões de CO₂ que comprovadamente contribuem para o aquecimento global e, portanto, têm consequências negativas para a população holandesa e os direitos das pessoas na Holanda.

Nesse contexto, a Shell tem que  reduzir suas emissões de gases de efeito estufa em 45 por cento até 2030, medido em relação ao status do ano de 2019. Os ambientalistas holandeses que entraram com a ação judicial argumentaram que a Shell estava violando o princípio do poluidor-pagador do Código Civil holandês. Além disso, os ambientalistas acusaram a Shell de infringir a Convenção Europeia dos Direitos do Homem. Assi, as Shell infringiu os direitos à vida e ao respeito pela vida privada e familiar.

Quais as consequência da decisão judicial?

O julgamento da Shell é uma grande oportunidade da melhoria do clima do planeta. Porque graças ao progresso científico e metodológico, agora é possível dizer quem emite o gás do aquecimento global dióxido de carbono (CO₂). Dessa forma, é possível para a parte lesada fazer reivindicações.

Espera-se que essa decisão sobre a Shell possa iniciar uma onda de ações judiciais. Portanto, essa é uma enorme oportunidade para que as empresas e a sociedade em conjunto respeitem a sustentabilidade e garanta um meio ambiente melhor.

Considerações finais

Então, o assunto “A multa ambiental que a Shell levou de Haia” foi interessante? Por outro lado, convidamos você acessar os posts sobre aquecimento global para descobrir mais sobre o assunto nos seguintes posts:

Mas, caso ainda tenha dúvida, não pense duas vezes junte-se a comunidade do Clube da Química para receber nossas novidades além de tirar suas dúvidas. Assim, conecte-se nas nossas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter  e

Linkedin

Fonte

Taz

Enorm

Sair da versão mobile