Ícone do siteClube da Química

A Origem dos nomes dos orbitais s, p, d e f

Qua a origem dos nomes dos orbitais s, p, d e f? Então, contamos essa história aqui para você . Boa leitura.

Bom, em 1937 o físico britânico A. C. Candler dividiu a história da espectroscopia em quatro períodos: acústico; das séries; quântico antigo; e da mecânica quântica. Então, o primeiro período iniciou com as medidas do comprimento de onda. Ou seja, uma analogia às ondas sonoras e a continuidade dos trabalhos de Boltzmann, Liveing e Dewar até 1881.

Por conseguinte, em 1885, Johann Balmer estabelece uma fórmula empírica interrelacionando as quatros linhas espectrais do hidrogênio. Dessa forma,  sugeriu-se o nome de séries como forma de estender esse princípio para outros elementos. Por exemplo, no caso dos álcalis o grupo de cientistas alemãs do grupo de Heinrich Kayser e Carl Runge e também Johannes Rydberg demonstraram que estes metais possuíam três séries independentes, conhecidas como series difusas (1890).

Por outro lado, caracterizou-se o terceiro período pela tentativa de um modelo atômico, iniciando com Bohr em 1913. Bom, nesta época aplicou-se um modelo atômico consistente com as fórmulas desenvolvidas para séries espectrais para o átomo de hidrogênio. Ou seja, introduziu-se uma variedade de esquemas de quantitzações para outros átomos da tabela periódica. Além disso, a mecânica quântica iniciou em 1920 com as publicações dos trabalhos de Linus Pauli, Stoner, Main Smith, estabeleceu o modelo atômico com configurações eletrônicas segundo suas relações nos períodos atômicos. Assim, atribuiu-se essa descoberta a Bohr em 1922; todavia, isso é incorreto.

Com os seguintes posts, convidamos você a descobrir mais sobre a teoria atômica

Em princípio, o primeiro cientista a citar as configurações eletrônicas foi Max Born em uma trabalho publicado  em 1925  (Vorlesungen über Atommechanik). Dessa forma, ele relaciona a configuração eletrônica com a tabela periodica. Por conseguinte, dois anos depois Hund amplia o conceito no trabalho intitulado Linienspektren und periodisches System der Elemente (1927).

Por outro lado, na versão de Hund, utiliza-se o costume de Bohr de nomear as várias camadas eletrônicas e subcamadas de 31, 32, 33, etc. Mas, no seu trabalho Hund trocou os termos anteriores por uma série de notações (s, p, d e f), que eram usadas por Sommerfeld e outros para abreviar uma série de constantes.  Assim, a partir de 1930, a notação s, p, d e f começa a ser divulgada na literatura.

Considerações finais

Então, o assunto “A Origem dos nomes dos orbitais s, p, d e f” foi interessante? Dessa forma, você tem que acessar mais posts sobre Ensino de Química no Clube da Química. De qualquer forma convidamos você a descobrir um pouco mais nos posts abaixo. Acesse ai.

Mas, caso ainda tenha dúvida, não pense duas vezes junte-se a comunidade do Clube da Química para receber nossas novidades além de tirar suas dúvidas. Assim, conecte-se nas nossas redes sociais:

Instagram

Facebook e

Linkedin

Fonte

JENSEN, W. B. The Origin of the s, p, d, f orbital labes, Journal Chemical Education, 2007, v. 84, n. 5, 757-758.

About Chemistry: Origins of orbital name abbreviations. What do s, p, d, f mean?http://chemistry.about.com/library/weekly/blspdf.htm

Sair da versão mobile