Ícone do siteClube da Química

Será que algum adoçante causa danos a nossa saúde

adoçantes

Então, será que o adoçante faz mal a saúde? Essa é uma pergunta interessante para responder porque sempre você é levado a usar um adoçante. De modo geral, essa recomendação começa quando você está com excesso de peso ou, então, tornou-se diabético ou pré-diabético.

A princípio, você não pode esquecer daqueles que defendem o açúcar acima de tudo e todos. Uma questão interessante nessa relação do diabetes com o açúcar são os sintomas. Como assim? As pessoas pode estar ter 300 de açúcar mas elas está andando, sorrindo e acha, portanto, que não tem doença alguma.

Nesse sentido, órgãos como rins e olhos com o tempo vão perdendo a função e somente depois de algum tempo o diabético sentem os efeitos. Tendo isso em mente, voltemos ao será que o adoçante faz mal a saúde?

O adoçante faz mal a saúde?

Apesar de existirem poucas informações sobre os adoçantes afetam a saúde humana, mas existem algumas certezas sobre. Por exemplo: 

Aumento do apetite

O adoçante não faz mal a saúde diretamente mas podem ativar as vias de recompensa no cérebro que realmente aumentam e não diminuem o apetite. Assim, associam-se, por exemplo,, o consumo de aspartame ao aumento da ingestão calórica, fome e desejo por açúcar quando comparado à glicose (açúcar) ou água.  

Ganho de peso

A maioria das pessoas assume que o adoçante não faz mal a saúde, mas ajudam na perda de peso ou no controle de peso, pois não contêm calorias. Mas o aumento da ingestão de refrigerante dietético é responsável pelo aumento da taxa de obesidade abdominal ou gordura corporal ao redor da cintura e do estômago. Além disso, um estudo de 2 anos mostra que crianças do ensino fundamental aumentaram o índice de massa corporal (IMC) com o consumo de refrigerante com adoçantes artificiais. 

Açúcar no sangue mal regulado

Embora, o adoçante não aumentem os níveis de açúcar no sangue, eles aumentam os níveis de insulina no sangue; ou seja o adoçante faz mal a saúde com o tempo. Por causa de seu sabor doce, o pâncreas os confunde com açúcar e libera insulina como resposta para ajudar a diminuir os níveis de açúcar no sangue. Ter níveis de insulina frequentemente aumentados pode levar à resistência à insulina e diabetes tipo 2 ao longo do tempo devido à diminuição da atividade do receptor de insulina. 

Microbioma intestinal alterado

A microbiota intestinal reage de maneira diferente ao adoçante do que ao açúcar real. Descobriu-se que a sacarina e a sucralose alteram as populações da microbiota intestinal e têm sido associadas à disbiose em humanos. A disbiose é um desequilíbrio de bactérias boas e prejudiciais no intestino que está ligada a muitas doenças.  Portanto,  o adoçante pode fazer mal a saúde. 

Aumento do risco de derrame e demência

um estudo de 2017 descobriu que adultos mais velhos que consumiam refrigerante adoçado artificialmente tinham um risco maior de derrame e demência.

Aumento do risco de síndrome metabólica: síndrome metabólica é um termo para um grupo de fatores de risco que aumentam o risco de grandes problemas de saúde, incluindo doenças cardíacas, diabetes e derrame. Esses fatores de risco incluem gordura centrada na cintura, níveis elevados de triglicerídeos, colesterol HDL baixo, pressão alta e alto nível de açúcar no sangue em jejum. 

No entanto, apesar do que você pode ter ouvido sobre adoçantes artificiais e câncer, não há evidências atuais em humanos de que isso seja verdade.

Considerações finais

Então, quando você vai a supermercado você encontra diversas marcas de adoçantes e fica difícil de escolher um. Dessa forma, para escolher você vai ao Google procurar sobre os adoçantes. Bom, você encontrará diversos sites sobre o assunto. 

Assim, você encontrará posts do Clube da Química que convidamos você a acessá-los e descobrir mais sobre os adoçantes aqui. Dessa forma, ai vão eles para você

Considerações finais

Então, o adoçante faz mal foi interessante? Assim, convidamos você a acessar os posts abaixo para você descobrir mais sobre a reciclagem. Mas, caso ainda tenha dúvida, não pense duas vezes junte-se a comunidade do Clube da Química para receber nossas novidades além de tirar suas dúvidas. Assim, conecte-se nas nossas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter  e

Linkedin

 

 

Sair da versão mobile