O elemento itérbio, história, ocorrência e aplicações

Mineral de itérbio

itérbio (Yb), elemento químico, um metal de terras raras da série dos lantanídeos da tabela periódica. O itérbio é o metal de terras raras mais volátil. É um metal prateado macio e maleável que mancha ligeiramente quando armazenado ao ar e, portanto, deve ser armazenado no vácuo ou em uma atmosfera inerte quando um longo tempo de armazenamento é necessário. Ele oxida lentamente no ar, formando Yb2O3; o metal é prontamente dissolvido em ácidos diluídos – exceto ácido fluorídrico (HF), no qual uma camada protetora de YbF3 se forma na superfície e impede reações químicas posteriores.

História do Itérbio

O itérbio foi isolado em 1878 por Jean Charles Galissard de Marignac na Universidade de Genebra. A história começou com ítrio, descoberto em 1794, que estava contaminado com outros elementos de terras raras (também conhecidos como lantanóides). Em 1843, o érbio e o térbio foram extraídos dela e, em 1878, de Marignac separou o itérbio do érbio. Ele aqueceu o nitrato de érbio até se decompor e então extraiu o resíduo com água e obteve dois óxidos: um vermelho, que era o óxido de érbio, e um branco, que ele sabia ser um elemento novo, e a este chamou de itérbio. Até mesmo isso acabou por conter outra terra rara, lutécio, em 1907.

Uma pequena quantidade de itérbio metálico foi produzida em 1937, aquecendo cloreto de itérbio e potássio juntos, mas era impura. Somente em 1953 foi obtida uma amostra pura.

Leia também

Os quilates das joias de ouro

A química das joias de titânio: O caso dos piercings

Por que as joias de prata oxidam?

Sua alergia a certas joias é por causa do níquel

O elemento zircônio, fatos, descobertas e aplicações

O elemento ósmio, fatos, história e joias

Ocorrência do Itérbio

O itérbio é encontrado com outros elementos de terras raras em vários minerais raros como gadolinita, monazita e xenotima. O itérbio natural é uma mistura de sete isótopos estáveis. É mais frequentemente recuperado comercialmente de areia monazítica (~ 0,03% itérbio). As principais áreas de mineração são China, EUA, Brasil, Índia, Sri Lanka e Austrália e as reservas de itérbio são estimadas em cerca de um milhão de toneladas. A produção mundial de itérbio é de cerca de 50 toneladas por ano.

Aplicações do Itérbio

  • Em relógios atômicos de alta estabilidade.
  • Como aditivo em aços inoxidáveis; ligas deste tipo são eventualmente usadas em odontologia.
  • Como agente dopante em lasers científicos.
  • Isótopos do elemento podem ter aplicação em fontes de raios X portáteis.
  • Materiais com itérbio podem ter aplicação em detectores de abalos sísmicos.
  • Em dispositivos de memória e lasers ajustáveis.
  • Como um catalisador industrial e é cada vez mais usado para substituir outros catalisadores considerados muito tóxicos e poluentes.

Isótopos e radioisótopos de itérbio

O itérbio natural é composto por sete isótopos estáveis: 168Yb, 170Yb, 171Yb, 172Yb, 173Yb, 174Yb e 176Yb, com 174Yb sendo o mais comum, a 31,8% da abundância natural). 27 radioisótopos foram observados, sendo os mais estáveis 169Yb com meia-vida de 32,0 dias,175Yb com meia-vida de 4,18 dias e 166Yb com meia-vida de 56,7 horas. Todo o restante dos radioativos isótopos têm meia-vida inferior a duas horas, e a maioria deles tem meia-vida inferior a 20 minutos. O itérbio também tem 12 meta-estados, sendo o mais estável 169Yb (tempo de meia vida de 46 segundos).

Fonte:

Infoescola

Tabela periódica.org

Britannica

Lenntech

Royal Society of Chemistry

Wipedia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *