O inovador currículo de um Prêmio Nobel de Química

No meio científico brasileiros, uma parcela importante de pesquisadores expõem os seus Currículos Lattes como fossem verdadeiros Prêmios Nobel.  A  quantidade de Qualis A1 que são expressadas causam em muita inveja, ódio, tristeza, polêmica, comparações, etc. Hoje encontrei na internet um currículo de um Prêmio Nobel e ai você fica em dúvida sobre a grandeza do Qualis que você escuta de seus colegas acadêmicos.  Vejamos o currículo engraçado do Professor Jacques Dubochet, Prêmio Nobel em 2017 juntamente com os colegas Joachim Frank e Richard Henderson, por suas pesquisas sobre a criogenia de moléculas:

Outubro de 1941
Concebida por pais otimistas.

1946
Não tem mais medo do escuro, porque o sol volta; foi Copérnico quem explicou isso.

1948-55
1ª parte de uma carreira científica experimental em Vallis e Lausanne (instrumentos: facas, agulhas, cordas, fósforos).

1955
Primeiro disléxico oficial no cantão de Vaud – isso permitiu ser ruim em tudo … e entender aqueles com dificuldades.

1962
Exame Federal de maturidade.

1967
Físico-engenheiro na EPUL para se tornar biólogo. 1968 Muito importante.

1969
Certificado de Biologia Molecular em Genebra para se tornar biofísico. Começou a estudar microscopia eletrônica de DNA, que continua sendo meu principal tópico.

1973
Tese em biofísica em Genebra e Basileia com Eduard Kellenberger que me ensinou biofísica, responsabilidade ética e amizade duradoura.

1970 -76
Psicanálise muito clássica 1978 Líder do grupo no EMBL (Heidelberg); como introduzir água na microscopia eletrônica. Descoberta da vitrificação da água e desenvolvimento de microscopia crio-eletrônica.

1987
Professor na Universidade do Departamento de Análises Ultraestruturais.

1998
Presidente da seção de Biologia com a chance de realizar esta tarefa com Nicole Galland e Pierre Hainard, e viver em um momento em que coisas interessantes estavam acontecendo em biologia em Lausanne.

2002
(início) Fim da tarefa. Sabático na Austrália, Alemanha e Paris.2004-7 Maturação do CEMOVIS (microscopia crio-eletrónica de secções vítreas).

2007
Colóquio de Aposentadoria de Junho.

2007 =>
Anfitrião do Dpt. de ecologia e evolução. Ciência e Sociedade para idosos.

4 de outubro de 2017
Ai! Um Prêmio Nobel

Casado; 2 crianças (adultos). Interesses: interdisciplinaridade, socialização, política (esquerda), montanha, natureza.

Fonte: Université de Lausanne

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *