O que é solo contaminado (poluído)

Poluição do solo

O que é solo contaminado (poluído)? Então, com o desenvolvimento tecnológico e o crescimento demográfico, as atividades industriais e agrícolas aumentaram consideravelmente a partir da revolução industrial. Assim, o meio ambiente em todas as partes do mundo possuem grandes quantidades de poluentes químicos. Em princípio, esses contaminantes possuem alta toxicidade para a fauna, flora e o homem.

Além disso, podemos encontrar em diversas partes do mundo com água, solo e ar contaminados com altos níveis substâncias tóxicas. Particularmente o solo, já existem grandes extensões que já estão contaminadas. Dentre os poluentes podemos citar, por exemplo, metais pesados, compostos orgânicos, elementos radioativos, plásticos etc. Em princípio, a presença desses contaminantes causa grandes impactos ambientais.

A causa principal da poluição do solo é uso de produtos químicos na agricultura chamados de agrotóxicos.

Os poluentes inorgânicos mais frequentemente encontrados no solo são os metais pesados. Esse termo foi introduzido por Niels Bjerrum em 1936. Bjerrum classificou de “metais pesados” aqueles metais que possuíam densidade 7,0 g cm-3. Posteriormente, mudou-se a classificação para aqueles metais com peso específico maior que 5 g cm-1 ou com número atômico maior que 20. Entretanto, o termo metal pesado é inadequado; uma vez que essa definição englobar metais, semimetais e mesmo não metais.

Leia também

A toxicidade dos “metais pesados”

A contaminação por metais tóxicos

A Fitorremediação para remediar solos contaminados

O repolho na recuperação do lítio das baterias

 

Elementos químicos considerados metais pesados são: arsênio, cádmio, cobre, estanho, antimônio, chumbo, bismuto, prata, mercúrio, molibdênio, índio, ósmio, paládio, ródio, rutênio, cromo, níquel e vanádio.

Atualmente, recomenda-se trocar o termo metais pesados para metais potencialmente tóxicos e seus efeitos tóxicos se encontram descritos no post “A toxicidade dos metais pesados”. Em princípio, a toxicidade dos metais pesados mais perigosa ocorre em exposições curtas. Nesse tipo de contaminação os sintomas nem sempre matam no primeiro momento, mas deixam sequelas pelo resto da vida. Por outro lado, os efeitos crônicos causam problemas ao longo dos anos por exemplo doenças ccomo câncer. Além disso, os metais pesados são bioacumulativos; ou seja, metais pesados se acumulam no corpo aos longos dos anos. Essa acumulação vai até aparecer os sintomas da contaminação.

Uma das forma de contaminação é o solo. Em princípio, os metais pesados entram na cadeia alimentar dos seres humanos pelas plantas. Assim, se você cultiva alface em um solo contaminado por metais pesados, essa planta absorve estes poluentes. Quando você come esse alface os metais pesados irão se acumular no seu organismo.

Remediação de Solos Contaminados por metais pesados

Quando os níveis de poluentes estão muito altos devemos fazer a remediação do solo. O objetivo da remediação são:

  • Eliminar, conter ou isolar as fontes de contaminação.
  • Prevenir ou controlar a exposição aos receptores.
  • Remover a massa de contaminantes.
  • Retrair e conter o avanço das plumas de contaminação.

Técnicas como extração multifásica, remoção e destinação do solo, oxidação química, entre outras, são eficientes para remediar solos contaminados. Todavia, essas técnicas são muito caras. Mais recentemente a remediação de solos é feita com plantas, uma técnica relativamente barata. Então, no post “A Fitorremediação para remediar solos contaminados” apresentamos mais detalhes.

Fonte:

Educorumbataí

BioVert

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.