A importância da Química Verde nos laboratórios didáticos

Geralmente os cursos de Química são ministrados de forma desconexa e assíncrona, fato que torna esse tipo de ensino desarticulado com as necessidades atuais. Na contramão disso, temos a Química Verde cuja linha de pensamento é alinhar o ambiente à Química. A Química Verde se baseia em 12 passos para melhorar processos químicos. Os passos são prevenção, eficiência, síntese segura, produtos seguros, solventes seguros, integração de energia, fontes renováveis, derivados, catálise, biodegradável, análise da poluição e química segura contra acidentes. Nota-se que os passos da Química Verde são importantes e deveriam ser inseridos em todas as etapas na formação dos futuros químicos. A integração da Química Verde ao curso de graduação permitiria a formação de Químicos preocupados com a sustentabilidade. Outro aspecto importante é a participação dos envolvidos no processo de formação do aluno. O professor, técnico de laboratório e aluno devem compor um efeito sinérgico que envolve a preservação ambiental, segurança ocupacional, gestão do laboratório entre outros itens para o sucesso desse processo. Desde modo, a sinergia deve ocorrer desde o planejamento das aulas experimentais, execução dos experimentos, e gestão dos resíduos. A busca deve ser sempre pela eficiência e extensão do uso de reagentes. Infelizmente, muitos cursos de Química no Brasil estão longe da inserção dos princípios da Química Verde e de uma sinergia entre os atores do processo.

Prof. Genilson Pereira Santana