Hélio um elemento químico em extinção

Dentre os elementos químicos uma coisa podemos afirmar que o oxigênio, um dos elementos essenciais à vida, existe no nosso planeta em abundância. O mesmo não pode ser dito a respeito do hélio, que geralmente relacionado apenas àqueles balões que atravessam o planeta como forma de competição, transporte etc. O hélio também é bastante conhecido por transformar a voz quando é inalado. Mais tecnicamente o hélio está presentes  desde ressonâncias magnéticas ou até produção de chips de computador. Em termos de abundância há mais hélio no universo que qualquer outro elemento, exceto o hidrogênio. No entanto, aqui na Terra, é realmente muito difícil de encontrar. Na verdade, a maior parte do hélio que usamos no nosso planeta vem do decaimento radioativo natural de elementos como o tório e o urânio dentro da crosta terrestre. Por ser tão leve, ele tenta flutuar até a superfície, acabando por se encontrar preso não muito abaixo da superfície. Infelizmente, quando um bolsão de hélio é descoberto ele é rapidamente explorado não havendo uma forma de reabastecê-lo. 

Nós gastamos muito tempo procurando maneiras de sustentar nosso meio ambiente enquanto melhoramos nossas vidas. E, embora a proibição de sacolas plásticas, a reciclagem e a energia renovável sejam importantes – assim, a conservação do hélio. Como consequência talvez haja apenas mais um século de hélio na terra. Por causa desse problema, muitos esforços estão sendo feitos em laboratórios e outros lugares para tentar reciclar o hélio depois que ele é usado. Até o momento, não há uma boa maneira de reutilizar o hélio, uma vez que é usado em práticas sociais tolas, como balões. A conservação é a única maneira de proteger nossos suprimentos de hélio. E não há melhor momento para começar do que agora.