Por que reciclar um plástico biodegradável?

bioplástico

Por que reciclar um plástico biodegradável? Essa é uma pergunta muito interessante de responder. Um vez que, os plásticos biodegradáveis se apresentam com uma solução e não como um problema. Então, quando foram desenvolvidos, os plásticos biodegradáveis eram considerados uma excelente alternativa para a preservação do ambiente.

Ao contrário dos plásticos tradicional, o plástico biodegradável como o próprio nome diz é degradado por microrganismos. Por exemplo: bactérias; algas; e fungos. Então, esses microrganismos convertem os plásticos biodegradáveis em dióxido de carbono (CO2) e água (H2O).

O plásticos tradicionais

Por outro lado, os plásticos tradicionais estão espalhados por todo o planeta. Além disso, os plásticos tradicionais vêm sendo reduzidos em partículas muitos pequenas. Hoje em dia, partículas maiores e até mesmo os microplásticos estão sendo identificados em grandes quantidades desde animais terrestres até marinhos. É possível encontrar a presença de plásticos em todos os seres vivos do planeta.

O que é plástico biodegradável

Então, quando se pensa em biodegradação você deve saber que é a propriedade que um material tem de ser completamente convertido em água, dióxido de carbono (CO2) por ação de microrganismos como fungos e bactérias. Assim, os plásticos biodegradáveis ​​têm essa capacidade de serem degradados por microrganismos presentes no ambiente ao entrarem na cadeia alimentar microbiana. 

Dessa forma, podemos encontrar alguns plásticos biodegradáveis ​​disponíveis no mercado, que são:

  • Plásticos à base de amido
  • Plásticos à base de bactérias
  • Plásticos à base de soja
  • Plásticos à base de celulose
  • Plásticos à base de lignina e
  • Plástico de reforço de fibras naturais

Quando pensamos somente em plástico biodegradável temos um processo linear cujo final é a formação de dióxido de carbono (CO2) e água (H2O). Para inserimos o plástico biodegradável na economia circular é necessário interromper o processo de biodegradação do bioplástico. Uma maneira mais rápida e eficiente de reciclar bioplásticos baseados em plantas foi desenvolvida por uma equipe de cientistas das Universidades de Birmingham e Bath.

A equipe mostrou como o método de reciclagem química pode inserir o bioplástico na economia circular. Os pesquisadores conseguiram converter os bioplásticos, feitos de ácido polilático (PLA), em um solvente biodegradável com ampla aplicada em uma variedade de indústrias, incluindo cosméticos e farmacêuticos.

Outra forma bastante interessante de economia circular para os bioplásticos foi desenvolvida por pesquisadores Belga (KU Leuven) e alemãs (Leibniz-institute). Eles por catalise despolimizaram o bioplástico em Methyl lactate e depois em lactide precursor do bioplástico.

Enfim tudo isso nos mostra que temos que ter uma mudança de comportamento buscando sempre o espirito da economia circular.  

Fontes

Omnexus

Román-Ramírez, L. A. et al. Chemical Degradation of End-of-Life Poly(lactic acid) into Methyl Lactate by a Zn(II) Complex. Industrial & Engineering Chemistry Research, v. 59, n. 24, p. 11149-11156, 2020.

Ciercq, R. D. et al. Titania-Silica Catalysts for Lactide Production from Renewable Alkyl Lactates: Structure–Activity Relations. ACS Catalysis, v. 8, n. 9, p. 8130-8139, 2018.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.