Tudo sobre a história, ocorrência e aplicação do Terbio

Terbio metal

Então Tudo sobre a história ocorrência e aplicação do Terbio trata é um post que trata de uma elemento pouco conhecido da tabela periódica. Então vamos lá descobrir tudo sobre esse elementos.

Pode ser um dos elementos de terras raras mais raros na crosta terrestre, mas o térbio é bastante comum ao nosso redor. Apesar do nome, os elementos de terras raras (que consistem em lantanídeos, bem como escândio e ítrio) não são tão escassos; o elemento 65, por exemplo, é mais abundante que o mercúrio e, como inúmeras luzes e monitores da vida moderna fizeram uso de fósforo verde à base de térbio, ele se infiltrou em nossas casas e ambientes de trabalho.

A história da descoberta do térbio começou em Ytterby, uma pequena vila prolífica na Suécia que tem nada menos que quatro elementos de terras raras nomeados diretamente após ele – ítrio, térbio, érbio e itérbio – e de cujas terras (como os óxidos eram então chamados) vários outros elementos também foram isolados (escândio; túlio; hólmio; gadolínio; e lutécio). 

Descubra mais sobre as terras nos seguintes posts:

Demorou décadas para identificar a composição de um mineral preto encontrado em Ytterby por Carl Axel Arrhenius em 1787, primeiro referido como ytterbite. Mais tarde, foi renomeado como gadolinita em homenagem a Johan Gadolin, que percebeu que continha uma terra desconhecida; isto é, o óxido de um novo elemento, que ele chamou de ítria.

As principais propriedades do térbio:

  • Brilho cinza-prateado como outros metais
  • É macio e pode ser cortado com uma faca
  • Transforma-se facilmente em fios e martelado em folhas finas
  • Razoavelmente estável no ar embora oxidado lentamente
  • Reage com água fria
  • Dissolve-se em ácidos.

História do térbio

Bom, o químico sueco Carl Mosander isolou o térbio pela primeira vez em 1843 em Estocolmo. Então, Carl Mosander já havia investigado o óxido de cério e separado dele um novo elemento, o lantânio. Porque achava que o ítrio, descoberto em 1794, também poderia abrigar outro elemento, Carl Mosander  concentrou seus estudos neste elemento.

Em princípio, Mosander tinha razão porque ele obteve dois outros óxidos metálicos: óxido de térbio (amarelo) e óxido de érbio (rosa rosa). Então, ele anunciou em 1843 para a comunidade científica sua descoberta. Além disso, mais tarde nesse mesmo século descobriram-se outros elementos das terras raras (também conhecidos como lantanídeos). Hoje, separam-se as terras raras facilmente por um processo chamado de extração líquido-líquido.

Ocorrência do térbio

Bom, o térbio é um dos elementos de terras raras mais raros, embora seja duas vezes mais comum na crosta terrestre do que a prata. Nós nunca encontramos esse elemento livre na natureza, mas está contido em muitos minerais. Em princípio, os minérios mais importantes de térbio são monazita, bastnasita e cerita. Além disso, as principais áreas de mineração são China, EUA, Índia, Sri Lanka, Brasil e Austrália e as reservas de térbio são estimadas em cerca de 300.000 toneladas.

Aplicações do térbio

  • Dopante algumas variedades de dispositivos de estado sólido
  • Estabilizador de cristal junto com o dióxido de zircônio em células de combustível que funcionam em altas temperaturas
  • O térbio-149, um isótopo radioativo, que é usado na medicina nuclear com a vantagem de não causar danos às células saudáveis.

Isótopos e radioisotopos de térbio

O térbio só tem o isótopo 159Tb natural. Agora os radioisótopos de térbio de curta duração, 149Tb, 152Tb, 155Tb e 161Tb ganharam impulso no campo da medicina nuclear. A literatura aponta que em doses de radiações pequenas, esses radioisótopos evitam a destruição de tecidos saudáveis circundantes do tumor o que representa um grande salto na medicina nuclear.

Fonte:

Royal Society of Chemistry

Lenntech

Nature chemistry

Wipedia

Frontiers in Medicine – Nuclear Medicine

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.