Por que devemos fertilizar o solo?

alimentos potássio

Tudo começou quando o homem aprendeu a cultivar plantas. Assim, naquela época ele deixe de ser nômade para se tornar sedentário. Dessa forma, junto a capacidade de cultivar venho também o conhecimento para aumentar a produção agrícola. Mesmo porque, a exigência por mais alimentos também chegou.

Para aumentar a produção agrícola venho a contribuição da química que foi o método de Haber-Bosh para produzir amônia a partir do nitrogênio:

N2(g) + 3H2(g)  2NH3(g)

A partir da amônia, você pode produzir fertilizantes nitrogenados. Nos posts “Quantas pessoas um cientista pode salvar ou matar?” e “As cinco invenções da Química moderna” colocamos a importância dessa síntese da amônia. Convidamos você a descobrir mais nesses posts.

Bom, mas porque estamos colocando essas questões para você? Então, a amônia (NH3) ou melhor o seu íon amônio (NH4+) faz parte dos fertilizantes. Esses compostos juntamente com os pesticidas garantem a produção agrícola mundial.

Enquanto, os fertilizantes alimentam as plantas com nutrientes, os pesticidas matam as pragas. Só que os pesticidas têm efeitos diretos sobre a saúde humana. Então, os efeitos prejudiciais dos pesticidas tratamos aqui no ClubedaQuimica. Convidamos você a descobrir mais sobre esses efeitos, nos seguintes posts:

Quais são os benefícios dos fertilizantes agrícolas?

  • Resposta rápida no aumento da produção de alimento com maior rentabilidade e lucros ao produtor;
  • Os fertilizantes melhoram a defesa da planta, após sofrer um período de estresse, desencadeia processos internos naturais de defesa;
  • Redução dos impactos ambientais, pois ajudam a reduzir o desmatamento, erosão, poluição da água e emissão de gases do efeito estufa;
  • Melhoram as propriedades físicas do solo, pois fornecem nutrientes que aumentam a quantidade de material vegetal e matéria orgânica no solo;
  • Melhoram a qualidade da água pois aumentam a quantidade de nutrientes absorvidos pelas plantas. 

O que é fertilizante agrícola?

Bom, fertilizante é um produto mineral ou orgânico, natural ou sintético que fornece nutrientes às plantas. Em princípio, os fertilizantes são essenciais para melhorar a qualidade do solo o que aumenta a produtividade agrícolas.

Em principio, o crescimento das culturas depende de alguns elementos químicos. Por exemplo: oxigênio (O); hidrogênio (H); carbono (C); nitrogênio (N); fósforo (P); ferro (Fe); potássio (K); zinco (Zn). A princípio, esses elementos são adicionados ao solo sob a forma de compostos e substâncias químicas. Então, a quantidade desses elementos depende da necessidade da planta e da quantidade existente no solo.

Como os elementos químicos são divididos nos fertilizantes?

Bom, os elementos químicos usados como nutrientes são divididos em micronutrientes e macronutrientes.

Os micronutrientes

Então, os micronutrientes são os nutrientes necessários para desenvolver plantas saudáveis em menores quantidades. Bom, os micronutrientes são: boro (B); cobalto (Co); cobre (Cu); ferro (Fe); manganês (Mn); molibdênio (Mo); e zinco (Zn).

Os Macronutrientes

Em princípio, os macronutrientes são os nutrientes que são necessários para o desenvolvimento saudável das plantas em maiores quantidades. Assim, os macronutrientes são: carbono (C); hidrogênio (H); oxigênio (O); nitrogênio (N); fósforo (P); enxofre (S); cálcio (Ca); magnésio (Mg); e potássio (K).

Quais são as diferenças dos fertilizantes?

Em princípio, os fertilizantes possuem duas origens; ou seja, compostos inorgânicos e os orgânicos. Dessa forma, os fertilizantes inorgânicos são aqueles de origem mineral e são processados por indústrias químicas. A princípio, você pode classificá-los em: fertilizantes nitrogenados; fosfatados; potássicos (cloreto de potássio); mistos; e calcários.

Por outro lado, os fertilizantes orgânicos são aqueles que vem da decomposição de matéria orgânica. Ou seja, da decomposição de resíduos animais e vegetais. Esses fertilizantes para ser obtidos dependem da atividade microbianas para decompor os resíduos orgânicos. Outro fato associado é que esses fertilizantes levam mais tempo para serem obtidos.

Onde encontramos os fertilizantes?

Aqui, chamamos a atenção para o Brasil. Então, nosso país é um dos maiores produtores mundiais de alimentos. Para alcançar esse nível alto de produção agrícola o Brasil teve que desenvolver agricultura tecnológica.

Em princípio, a agricultura tecnológica exige o uso tecnologia para otimizar o uso implementos agrícolas, por exemplo de fertilizantes. Dessa forma, para ter uma alta produção o Brasil tem que importar fertilizantes agrícolas. Assim, hoje o Brasil importa fertilizantes de países produtores de petróleo. Por exemplo: Marrocos; Catar; Arábia Saudita; Egito; Omã; Argélia; Rússia. Além desses países, o Brasil  importa da Índia; Estados Unidos; Tailândia; Turquia; e Argentina.

Dessa forma, o Brasil importa mais de 85% de seus fertilizantes agrícolas e responde por 95% do consumo de potássio. Ou seja, o potássio é um dos gargalos da produção alimentos brasileira.

Fonte

Agropós

InfoEscola

Jornal dos Concursos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.