Tudo sobre a Tabela Periódica Nuclear

Tabela nuclear

Então, quando você pensa em química a primeira imagem que vem a sua cabeça é de uma tabela periódica. Bom, a tabela periódica tornou a primeira consulta de quem estuda química e lá onde você encontra informações importantes a respeitos dos elementos químicos. 

Em princípio, a tabela periódica é a base para a interpretação de muitos processos físicos e químicos que acontece com os elementos químicos. Por outro lado, os alunos tem dificuldade em aprender a tabela periódica. Alguns professores acham que a melhor forma de aprender a tabela periódica é decorá-la e, isso, é um tormento para muitos alunos. 

Por outro lado, no post “Algumas estratégias para memorizar a tabela periódica” mostramos para você como aprender a tabela periódica de diversas formas. O que é melhor sem estresse. Te convido: Descubra mais lá no post. Vá lá sem medo. 

Como são as tabelas periódicas

Então, a tabela periódica é resultado de uma série de trabalho de cientista. Ao longo dos anos a tabela periódica foi enriquecida por diversos elementos químicos, naturais e até mesmo artificiais. Como mostramos no post “O nascimento da tabela periódica” tudo começa no século XIX. Nesse período, os químicos notaram que havia uma semelhança entre os elementos e tentaram incorporá-los em um paradigma explicativo. Mas, foi Dimitri Mendeleev que organizou a nossa tabela periódica. Então, como mostramos no post “História da Tabela Periódica“, Mendeleev conhecia apenas 60 elementos químicos na época que organizou a tabela periódica. 

Além disso, digo a você que a estrutura montada por Mendeleev não foi alterada até hoje. Por outro lado, hoje em dia encontramos diversos proposta de tabela periódicas. Mas que na verdade ainda usam a estrutura semelhante ao jogo de paciência imaginada por Mendeleev.

Como seria essas tabelas periódicas?

Então, aqui no Clube da Química todas as vezes que aparece uma tabela periódica nova buscamos publicar para incentivar você a gostar dela. Dessa forma, convidamos você a descobrir essas tabelas periódicas aqui no Clube da Química. Bom ai vão as listas delas, mas depois queremos que você continue a leitura para saber mais sobre a tabela periódica nuclear. Ai vai a lista

A tabela periódica nuclear

Em princípio, na tabela periódica existem elementos que são radioativos. Dessa forma, esses elemento degradam com o tempo se transformando em outros. Pensando nessa característica dos elemento químicos, Hagino e Maeno (Universidade de Kyoto  – Japão), montaram uma nova  tabela periódica.

Bom, dois pesquisadores montaram uma tabela periódica para núcleos atômicos; ou seja, eles organizaram os elementos químicos de acordo com seus núcleos atômicos. Dessa, eles usaram os números de elétrons mais estáveis relativos aos gases nomes. Assim, os pesquisadores usaram os números 2, 10, 18, 36.

A principio, os elementos químicos com esses números de elétrons raramente reagem com outros elementos. Em tese, você pode considerar esses números como mágicos ou na linguagem dos pesquisadores núcleos mágicos. Dessa forma, os pesquisadores japoneses usaram esses números para montarem a tabela periódica nuclear. 

Dessa forma, semelhante aos elétrons, quando as órbitas nucleares são preenchidas com prótons, os pesquisadores japoneses escolheram aqueles núcleos que eram estáveis. Um procedimento análogo que ocorreu com os gases nobres. Veja abaixo como ficou a tabela nuclear dos japoneses

Considerações finais

Então, como você pode notado; um vez que, a primeira tabela foi montada as outras tabelas periódicas são apenas proveniente dela. Aqui, os pesquisadores japonese quiseram mostrar que podemos usar os núcleos dos elementos químicos para montar a tabela periódica. Tenho que te confessar que gosto mesmo é da velha tabela periódica de Mendeleev. E você de qual você gosta? Não vale dizer que não gosta de nenhuma. A tabela periódica tem o seu valor e devemos valorizar esse valor. Desculpe-me a rima mais é verdade.

Então, gostou? Bom, então comente e visite nossas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter  e

Linkedin

Fonte

Hagino, K. & Maeno, Y. A nuclear periodic table. Foundations of Chemistry, 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.