Qual família do elemento químico Níquel

Então, o níquel (Ni) é um  elemento químico metálico muito usado para fazer niquelação; ou seja, o material fica niquelado. Então, apesar de ser muito usado, o niquel (Ni) quando presente em joias causa alergia. Dessa forma, no post “Sua alergia a certas joias é por causa do níquel” mostramos a você o perigo do níquel nas joias. Convido você a descobrir mais no post. Vá lá.

História do níquel

Os meteoritos contêm ferro (Fe) e níquel (Ni), e eras anteriores os usavam como uma forma superior de ferro. Como o metal não enferrujava, os nativos do Peru o consideravam como uma espécie de prata (Ag). Por outro lado, uma liga de zinco-níquel (Zn-Ni) chamada pai-t’ung (cobre branco) estava em uso na China já em 200 aC. Alguns chegaram até a Europa.

Por conseguinte, em 1751, Axel Fredrik Cronstedt, trabalhando em Estocolmo, investigou um novo mineral – agora chamado níquel (NiAs) – que veio de uma mina em Los, Hälsingland, Suécia. Além disso, ele pensou que poderia conter cobre (Cu). Mas, o que ele extraiu foi um novo metal que ele anunciou e nomeou níquel em 1754. Por outro lado, muitos químicos pensaram que era uma liga de cobalto (Co), arsênico (As), ferro (Fe) e cobre (Cu)– esses elementos estavam presentes como vestígios de contaminantes. Dessa forma, somente em 1775 que o níquel (Ni) puro foi produzido por Torbern Bergman e isso confirmou sua natureza elementar.

Abundância natural

Então, os minerais dos quais a maior parte do níquel é extraído são sulfetos de ferro/níquel (Fe/Ni), como a pentlandita. Além disso, nós podemos encontrá-lo em outros minerais, incluindo garnierite.

Em princípio, uma quantidade substancial de níquel (Ni) na Terra chegou com meteoritos. Assim, um deles pousou na região perto de Ontário, Canadá, centenas de milhões de anos atrás. Esta região é hoje responsável por cerca de 15% da produção mundial.

Aplicações do níquel

O níquel (Ni) tem as seguintes aplicações:

  • Como elemento de liga em aços inoxidáveis, aços ligas, metais não ferrosos e outras ligas resistentes à corrosão
  • Na galvanoplastia 
  • Como catalisador para hidrogenação de óleos vegetais
  • Na fabricação de cerâmica
  • Nas pilhas recarregáveis para telefones celulares, equipamento estéreo pessoal e similares
  • Nas aplicações eletrônicas e aeroespaciais, equipamentos químicos e de processamento de alimentos, para ânodos e cátodos, evaporadores cáusticos e escudos térmicos
  • Componentes de turbinas de aeronaves
  • O níquel-berílio (Ni-Be) é usado para molas, interruptores, foles, diafragmas e pequenas válvulas
  • Superligas de níquel (Ni) de expansão controlada

Convite especial

Bom, descubra mais sobre os elementos químicos nos seguintes posts

Então, gostou? Bom, então comente e visite nossas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter  e

Linkedin

Fonte

Azo Materials

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.