O fungo amazônico que come plástico

Pestalotiopsis microspore, um amazônico que consegue sobreviver com uma dieta de apenas poliuretano, em um ambiente anaeróbico. Essa é uma boa notícia pois uma vez no lixo esse fungo pode degradar os poliuretano reduzindo assim o problema da contaminação por esse plástico. A descoberta foi por um acaso e ocorreu durante uma expedição no Equador de estudantes  da Universidade de Yale (EUA). Eles observaram que esse  fungo amazônico tem a capacidade de comer os resíduos mais duráveis dos aterros, principalmente o poliuretano. Esse plástico é um dos compostos químicos encontrados em muitos produtos modernos. A equipe de pesquisa de Yale conseguiu isolar a enzima que permite que este fungo faça a biorremediação.