Vamos reproduzir o encontro das águas de Manaus em um copo

Encontro das águas

Vamos reproduzir o encontro das águas de Manaus em um copo é um post que mostra como reproduzir esse grande fenômeno natural de uma forma bastante simples. A região Amazônica abriga a maior biodiversidade do mundo e, por causa disso, ela é motivo de muita preocupação mundial. Assim, é muito comum ela ser noticiais no mundo todo. A princípio, a maior preocupação é sua preservação, principalmente quando se trata de queimada. 

Por outro lado, a região Amazônia vive do turismo é bastante comum temos aqui a pesca esportiva, os hoteis de selva. E o passeio pelo rio Negro e Solimões.

O Encontro das águas em Manaus

Bom, quando cheguei em Manaus de avião uma das coisas que me chamaram a atenção foi a grandiosidade do rio Negro e Solimões. Então, a confluência entre o rio Negro, de água preta, e o rio Solimões, de água barrenta, resultam em um fenômeno popularmente conhecido como “Encontro das Águas”.

Dessa forma, o Encontro das águas é uma das principais atrações turísticas da cidade de Manaus. Além disso, ela tem uma extensão de mais de 6 km. Ou seja, as águas dos dois rios correm lado a lado sem se misturar.

Além disso, o interessante são as propriedades químicas dessas água:

Característica das águas  Rio Solimões   Rio Negro
Cor Ocre    Marron-oliva
Transparência ao disco de Secchi   0,1 a 1,0 m 1,3 a 2,9 m
Material suspensão (mg/L)   >100   <1,0
Substância húmicas (mg/L)   14,1  26,6
pH6,2 a 7,2     3,8 a 4,9
Nutrientes       Rica pobre

Então, nota-se uma diferença muito grande entre a quantidade de material em suspensão. Ou seja, as duas águas possuem densidade diferentes. Dessa forma, outra peculiaridade é a diferença de temperatura e a velocidade de suas correntezas. Em princípio, o Rio Negro corre cerca de 2 km/h a uma temperatura de 22 °C. Por outro lado, o Rio Solimões corre de 4 a 6 km/h a uma temperatura de 28 °C. Portanto, o resultado de tudo isso é encontro dois tipos de água: uma “leve” e outra “pesada”. Bom, como não há praticamente agitação, temos, então, o famoso Encontro da Águas em Manaus.

Por outro lado, na Amazônia existem outros tipos de água. Por exemplo, no post “O que tem nas águas Amazônicas” mostramos para você que existem as águas claras e barrentas. 

Como reproduzir em um Copo

Material Necessário

  • Um recipiente incolor pequeno.
  • Uma rolha de cortiça.
  • Um canudo de plástico.
  • Um copo de café.
  • Um copo de leite.
  • Um estilete.

Parte Experimental

    1. Coloque metade de leite no recipiente incolor.
    2. Corte uma pequena fatia da cortiça com auxílio de um estilete.
    3. Coloque a fatia da cortiça em cima do leite contido no recipiente incolor.
    4. Com auxílio do canudo coloque em cima da rolha pequenas quantidades de cáfe.
    5. Observe a divisão de cores conforme na figura abaixo.
    6. Tente explicar esse fenômeno.

Os materiais necessário para simular o encontro das águasComo o leite ele mais denso que o café deve ficar na parte debaixo; ou seja o café deve se colocado em cima do leiteComo ocorre no Encontro das águas o café deve ser colocado muito lentamente, imitando a baixa velocidade das águas.

 

A região Amazônica abriga a maior biodiversidade do mundo e, por causa disso, ela é motivo de muita preocupação mundial. Assim, é muito comum ela ser noticiais no mundo todo. A princípio, a maior preocupação é sua preservação, principalmente quando se trata de queimada. 

Por outro lado, a região Amazônia vive do turismo é bastante comum temos aqui a pesca esportiva, os hotéis de selva. E o passeio pelo rio Negro e Solimões. 

O Encontro das águas em Manaus

Bom, quando cheguei em Manaus de avião uma das coisas que me chamaram a atenção foi a grandiosidade do rio Negro e Solimões. Então, a confluência entre o rio Negro, de água preta, e o rio Solimões, de água barrenta, resultam em um fenômeno popularmente conhecido como “Encontro das Águas”.

Dessa forma, o Encontro das águas é uma das principais atrações turísticas da cidade de Manaus. Além disso, ela tem uma extensão de mais de 6 km. Ou seja, as águas dos dois rios correm lado a lado sem se misturar.

Além disso, o interessante são as propriedades químicas dessas água:

Característica das águas  Rio Solimões   Rio Negro
Cor Ocre    Marron-oliva
Transparência ao disco de Secchi   0,1 a 1,0 m 1,3 a 2,9 m
Material suspensão (mg/L)   >100   <1,0
Substância húmicas (mg/L)   14,1  26,6
pH6,2 a 7,2     3,8 a 4,9
Nutrientes       Rica pobre

Então, nota-se uma diferença muito grande entre a quantidade de material em suspensão. Ou seja, as duas águas possuem densidade diferentes. Dessa forma, outra peculiaridade é a diferença de temperatura e a velocidade de suas correntezas. Em princípio, o Rio Negro corre cerca de 2 km/h a uma temperatura de 22 °C. Por outro lado, o Rio Solimões corre de 4 a 6 km/h a uma temperatura de 28 °C. Portanto, o resultado de tudo isso é encontro dois tipos de água: uma “leve” e outra “pesada”. Bom, como não há praticamente agitação, temos, então, o famoso Encontro da Águas em Manaus.

Por outro lado, na Amazônia existem outros tipos de água. Por exemplo, no post “O que tem nas águas Amazônicas” mostramos para você que existem as águas claras e barrentas. Dessa forma, convidamos você a descobrir mais no post. Assim, vá lá para entender melhor. 

Como reproduzir em um Copo

Material Necessário

  • Um recipiente incolor pequeno.
  • Uma rolha de cortiça.
  • Um canudo de plástico.
  • Um copo de café.
  • Um copo de leite.
  • Um estilete.

Parte Experimental

    1. Coloque metade de leite no recipiente incolor.
    2. Corte uma pequena fatia da cortiça com auxílio de um estilete.
    3. Coloque a fatia da cortiça em cima do leite contido no recipiente incolor.
    4. Com auxílio do canudo coloque em cima da rolha pequenas quantidades de cáfe.
    5. Observe a divisão de cores conforme na figura abaixo.
    6. Tente explicar esse fenômeno.

Os materiais necessário para simular o encontro das águasComo o leite ele mais denso que o café deve ficar na parte debaixo; ou seja o café deve se colocado em cima do leiteComo ocorre no Encontro das águas o café deve ser colocado muito lentamente, imitando a baixa velocidade das águas.

Então, gostou? Bom, então comente e visite nossas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter  e

Linkedin

One thought on “Vamos reproduzir o encontro das águas de Manaus em um copo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.