Magnetita o óxido de ferro usado contra o câncer

magnetita

Magnetita, o óxido de ferro usado contra o câncer, como assim? Então, apesar de ser velha conhecida da medicina, a magnetita (Fe3O4) voltou a ser uma alternativa para a sobrevivência humana. Isso está ocorrendo por causa do alto potencial biomédico das nanoparticulas de magnetita. Elas vem sendo usada, sobretudo, como nanomaterial na medicina, por exemplo, tratar o câncer. A princípio, as nanoparticulas magnéticas são formadas por magnetita e maghemita. Esse dois óxidos de ferro possuem muitas aplicações, por exemplo, baterias de lítio, supercapacitores, catálises, entre outros usos.

Nanopartículas de magnetita no câncer

As nanopartículas magnéticas tem elevada estabilidade em sistemas biológicos e baixa toxicidade. Além disso, ela tem alta compatibilidade com as células cancerígenas.  Elas, por exemplo, levam medicamentos diretamente para a células cancerígenas. Dessa forma,  as nanoparticulas de magnetitas ajudam matar as células cancerígenas. Portanto, essa característica é especial no caso de câncer; uma vez que, elas  diminuem a dosagem de medicamentos.

Nanoparticulas magnéticas
Usos da nanopartículas de magnetitas

Nanopartículas de magnetita na ressonância magnética

Por outro lado, na ressonância magnética, as nanoparticulas de magnetitas se distribuem pelo o corpo. Dessa forma, podemos observar melhor imagens das células cancerígenas. Nós podemos utilizá-las também para fazer a hipertermia. De modo geral, utiliza-se hipertermia para elevar artificialmente a temperatura das células cancerígenas. Assim, nós destrímos células cancerígenas e seu crescimento posterior.

Leia também

A poluição e magnetita =doença de Alzheimer

Nanopartículas magnéticas na terapia do câncer

Fonte:

As nanopartículas de óxidos de ferro magnéticos na terapia do câncer

2 thoughts on “Magnetita o óxido de ferro usado contra o câncer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.