Paracelso primeiro crítico da alquimia

Paracelso primeiro crítico da alquimia tradicional, questionava, tanto seus aspectos filosóficos bem como seus fins práticos. Bom, Paracelso nasceu em Eisiedeln, próximo a Zurich (Suíça) no dia 17 de dezembro de 1493. Embora, o nome seja Teofrasto Hohenheim, mas ficou conhecido por Paracelso. Então, Paracelso é uma tradução do seu sobrenome, que significa mais ou menos “lugar elevado” (Para=em direção; cels=elevado).

Quando tinha 3 anos, ele foi mutilado por um porco de tal forma que virou um eunuco. Este fato mais a sua baixa estatura, lhe fizerem ter complexos de inferioridade que marcaram sua vida. Todavia, esse fato não lhe impediu passar para a história. Em princípio, Paracelso estudou medicina, alquimia, cabalística, astrologia e metalurgia.

Leia também

Mercúrio: o início de sua trajetória histórica

Mercúrio um agente no tratamento de doenças

O mercúrio: os dois lados da história

Além disso, o seu caráter inquieto o fizeram viajar pelo mundo. Assim, ele viajou praticamente por quase todo o mundo até então conhecido. Por conseguinte, Paracelso ganhou uma grande fama como médico. Todavia, ele dava aulas em alemão e não em latim (língua científica). Por causa disso e além ser questionador, Paracelso tinha muito inimigos. Então, ele tinha uma inquietude e geralmente rompia as normas estabelecidas. Apesar da fama, ele era um grande escritor e deixou suas obras espalhadas por diversos pontos da Europa.

Paracelso primeiro crítico da alquimia, tinha um caráter provocador e rompia normas estabelecidas

Na alquimia, Paracelso incorporou novos remédios químicos no tratamento do doentes. Ele usou, por exemplo, sais de mercúrio, oxicloreto de antimônio, sulfato de cobre, arseniato potássico e  sulfato de potássio. Além disso, ele descobriu mais sais e o zinco. Ele morreu em setembro de 1541, por causa de feridas sofridas em uma taberna. Ao longo de sua vida, ele se tornou alcoolatra e caiu na bebedeiras.

One thought on “Paracelso primeiro crítico da alquimia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *