Qual família do elemento químico Titânio

Dióxido de titânio

O titânio é o primeiro elemento da quarta coluna da tabela periódica. Então, nós o classificamos como um metal de transição. Esse elemento têm, sobretudo, 22 elétrons e 22 prótons.

Características e propriedades

Sob condições padrão, o titânio é um metal duro, leve e prateado. À temperatura ambiente, pode ser quebradiço, mas torna-se mais maleável a temperaturas mais altas. Além disso, alta relação resistência / peso é uma das qualidades mais valiosas do titânio. Portanto, considera-se o titânio como um elemento muito forte, mas ao mesmo tempo muito leve.

Leia também

O efeito do dióxido de titânio nos alimentos

Titânio: um metal perfeito para substituir partes do corpo humano

Dióxido de titânio e suas aplicações

Assim, em quantidade 60% so titânio é duas vezes mais forte que o alumínio. Ele também é tão forte quanto o aço, mas pesa muito menos. Além disso, o titânio resiste à corrosão, por exemplo a exposição a ácidos e oxigênio. Por outro lado, o titânio possui uma condutividade elétrica e térmica relativamente baixa.

Onde o titânio é encontrado na Terra?

Não encontramos o titânio puro na natureza, mas em compostos como parte dos minerais da crosta terrestre. É o nono elemento mais abundante na crosta terrestre. Assim, os minerais mais importantes para a mineração de titânio são rutilo e ilmenita. Além disso, nos podemos encontrar o titânio na Austrália, África do Sul e Canadá.

Como é utilizado o titânio hoje em dia?

Em princípio, utilizamos a maior parte do titânio na forma de dióxido de titânio (TiO2). O dióxido de titânio é um pó muito branco que tem vários usos industriais, por exemplo, como tinta branca, papel, plásticos e cimentos. Além idsso, utiliza-se o titânio  para formar liga com diferentes metais, por exemplo, ferro, alumínio e manganês. Então, o uso do titânio é para produzir ligas fortes e leves para uso em espaçonaves, navios navais, mísseis e como blindagem.

Sua resistência à corrosão o torna especialmente útil em aplicações de água do mar. Outra característica valiosa do titânio é sua biocompatibilidade. Raramente o corpo humano o rejeita. Essa qualidade, aliada a sua resistência, durabilidade e leveza, fazem do titânio um excelente material para uso médico. Dessa forma, utiliza-se o titânio em  várias aplicações, por exemplo em próteses de quadril e implantes dentários. O titânio também está presente em joias principalmente para fazer anéis e relógios.

Como foi descoberto?

O titânio foi reconhecido pela primeira vez como um novo elemento pelo reverendo William Gregor em 1791. O clérigo inglês gostava de estudar minerais como hobby. Ele chamou o elemento de menachanita. Todavia, alterou-se o seu nome mais tarde para titânio pelo químico alemão MH Kalproth. Em 1910, o químico americano MA Hunter foi o primeiro a obter titânio puro.

De onde o titânio tirou seu nome?

O nome do titânio vem dos titãs que eram deuses gregos.

Isótopos

O titânio tem cinco isótopos estáveis, incluindo titânio-46, 47, 48, 49 e 50. Todavia, o isótopo titânio-48 é o mais abundante na natureza.

Fatos interessantes sobre titânio

  • É o único elemento que queima em gás nitrogênio puro.
  • Tacos de golfe e raquetes de tênis são de óxido de titânio e grafite.
  • Os contêineres de titânio são usados ​​para armazenar lixo nuclear.
  • É encontrado em meteoritos, na Lua e em alguns tipos de estrelas.
  • O Museu Guggenheim em Bilbao, Espanha, é coberto com azulejos chapeados de titânio.

Fonte:

Wikipedia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *