Como fazer uma escala de pH usando o excel

Prof. Genilson Pereira Santana

Desde meu tempo de estudante sempre gostei de usar a programação para simular, principalmente aquelas equações cujo gráficos eram mostrados no livro. Acabei ficando muito bom na linguagem Basic e Pascal, duas linguagem de programação bastante usadas na minha época. Para a minha alegria tive a oportunidade de usar meus conhecimentos de programação nas planilhas eletrônicas, primeiramente para fazer aquela estatística básica com média, desvio-padrão e coeficiente de variação (CV).

Por ironia do destino, minha proposta de mudar o ensino da linguagem de programação para o uso de planilhas eletrônicas nos cursos de Química da Universidade Federal do Amazonas foi aceita pelos meus colegas. Ao mesmo tempo lecionei a disciplina Informática Aplicada à Química por dois anos juntamente com outros colegas professores. Minhas parte era justamente o uso das planilhas eletrônicas nas simulações de gráficos como curvas de titulações entre outros. 

Leia também

A planilha eletrônica e a Química

Usando o Software R na Química Analítica

Como integrar o PhEt no Google Sala de Aula

O ensino E-learning e a microaprendizagem

Acabei desenvolvendo minhas habilidade na arte de simulações de conteúdos de Química, pois gostei tanto de usar as planilhas eletrônicas que já tenho 10 anos de experiência no uso desse recursos de informática em minhas aula de Química, mesmo depois de ter deixado de lecionar a Informática Aplicada à Química. 

Por que não parei de usar as planilhas eletrônicas em minhas aulas?

O motivo de não ter parado foi que as planilhas eletrônicas me pedir mostrar ao alunos em tempo reais modificações que ocorrem dinamicamente. A movimentação que ocorre em uma curva de calibração ou mesmo numa curva de titulação permite ao aluno constatar os aspectos importantes dos conteúdos. Me lembro em uma de minhas aulas em que o aluno depois de fazer uma pergunta sobre uma simulação da curva de titulação disse: “Professor o senhor matou a cobra mostrou o pau que matou a cobra e ainda mostrou a cobra morta”. 

Nesse sentido estamos disponibilizando uma planilha que acabei de desenvolver muito interessante. Acabei de fazer uma escala de pH no Excel. O video abaixo mostra a planilha funicionando.  Caso queira a planilha entre em contato (clique aqui

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *