Baquelite a primeira resina sintética (plástico)

baquelite

Como a baquelite a primeira resina sintetica (plásico) mudou o mundo ?Atualmente, quem consegue imaginar o mundo sem as resinas sintética, mais precisamente sem o plástico? O plástico está presente em nossas vidas desde quando acordamos. Por exemplo, quando eu acordo de manhã; eu desligo o despertador; uso minha escova de dente e escova de cabelo; ligo a cafeteira e alimento o cachorro. Se você prestar a atenção tudo que estava ao redor é de plástico; ou seja, de resina sintética. 

Quero dizer que nem sempre foi assim. Durante grande parte da história humana, as ferramentas e produtos do dia a dia de nós humanos não eram de resina sintéticas. Nós serem humanos usamos materiais feitos principalmente de peles de animais, ossos, marfim, madeira, metais, fibras vegetais, pelos de animais e semelhantes.

Na história humana o uso comum de resinas “plásticas” naturais começou com o látex de borracha de plantas e goma-laca de secreções do besouro lacado. Embora haja registro do uso do látex por civilização há quase 3.600 anos atrás, o uso de resinas sintéticas começou para valer cerca de três séculos atrás.

O uso de resina plástica depende do domínio de tecnologia que só foi desenvolvido há bem pouco tempo atrás. Então, à medida que a revolução industrial criava demandas por novos materiais, os químicos da época começaram a buscarem novas fontes de materiais.

O domínio das resinas plástica iniciou há três séculos atrás

Assim sendo, alguns plásticos parcialmente sintéticos foram inventados em 1800. Por exemplo, o celuloide foi criado na década de 1850 e ainda é amplamente utilizado. Essa resina plástica é feita, principalmente, de celulose vegetal e cânfora. Os químicos desenvolveram também a resina plástica Galalith na década de 1890. Essa resina plástica é feita, principalmente, de proteína do leite e formaldeído.  Uma das aplicações interessante dessa resina plástica foi o enorme crescimento das joias de fantasia.

Então, em 1909, um químico belga chamado Leo Baekeland criou a primeira resina plástica inteiramente sintética. Baekeland chamou sua resina sintética de “baquelite”. A resina sintética revolucionou a maneira como muitos bens de consumo passara a ser fabricados. O que destacava na baquelite era a propriedade de ser resistente ao calor e não conduzir eletricidade. Por isso, a resina sintética de Baekeland tornou-se particularmente útil nas indústrias automotiva e elétrica emergentes no início do século XX.

Como muitos plásticos modernos, a baquelite era leve e durável e podia ser moldada em formas quase infinitas, então seu uso se expandiu rapidamente à medida que os fabricantes perceberam seu potencial. Por outro lado, os consumidores foram atraídos principalmente por suas qualidades estéticas: uma aparência elegante e estilosa combinada com uma sensação substancial e sofisticada.

O uso da baquelite se expandiu rapidamente por causa do seu potencial

As pessoas compravam caixas de joias de baquelite, luminárias, jogos de mesa, relógios, rádios, telefones, utensílios de cozinha, talheres e uma variedade de peças de jogo, como jogos de xadrez, bolas de bilhar e fichas de pôquer. A baquelite deu início a uma nova era de bens de consumo atraentes, acessíveis e convenientes, possibilitando a uma ampla gama de consumidores desfrutar de produtos que antes eram inacessíveis.

A baquelite fez talvez a sua maior marca no mundo da moda. As joias de baquelite se tornaram imensamente populares na década de 1920 como um substituto acessível e atraente para outros materiais. Elas vieram em várias cores, incluindo tons translúcidos e marmorizados na década de 1950.

Após a década de 1950, uma grande variedade de plásticos apareceu no mercado e superou a baquelite em quase todos os usos especializados (principalmente elétricos). Mas, para mim, a baquelite sempre terá um lugar especial na história dos plásticos como o primeiro plástico verdadeiramente moderno, que as pessoas prezam por sua beleza, versatilidade e durabilidade.

Isso deu início ao rápido crescimento dos plásticos que agora usamos todos os dias de muitas maneiras para melhorar nossas vidas: dispositivos médicos que ajudam a salvar vidas etc. Por outro lado, a resina plástica sintética tornou-se um dos maiorias problemas de poluição mundial.

Leia também

Como a produção e consumo de plástico prejudica o meio ambiente

Qual a contribuição upcycling dos químicos para resolver o problema do plástico?

Como reduzir a quantidade plástico no mundo

Fonte:

Plastic make it possible

ACS Chemistry for Life

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.