Qual a razão de existirem cogumelos alucinógenos?

Qual a razão de existirem cogumelos alucinógenos? Em primeiro lugar, os alucinógenos são uma classe de drogas que causam às pessoas uma distorção profunda na percepção. Além disso, essas drogas causam sobretudo dependência e com grande dificuldade de se livrar delas. Então, essas drogas podem ser usadas de várias maneiras. O LSD, por exemplo, é ingerido pela boca como comprimidos ou com papel mata-borrão. Por outro lado, a psilocibina e a mescalina são tomadas por via oral. E o DMT pode ser fumado.

Quando eu estudava na Universidade Federal de Viçosa descobrir que muitos universitários fazem uso dessas drogas. Então, o uso de drogas no meio universitário tem vários motivos, por exemplo, fugir da depressão, melhorar as notas etc. Por causa disso, escrevi o post “As drogas atuais no meio universitário” em que mostro que pesquisas feitas por jornais de estudantes usam as drogas modafinil e adderall principalmente para melhorar suas notas. Confira lá para saber mais.

Por outro lado, quando se fala em drogas, você logo lembra daqueles cachorros em aeroportos. Agora no Post “Qual maneira segura de treinar um cão detectar drogas” fiquei um tanto triste pois os caras treinam os cachorros com polidimetilsiloxano. Cuidados dos cachorros, veja lá no Post.

Vamos voltar aos cogumelos alucinógenos.

Bom, temos que saber que cogumelos alucinógenos são, sobretudo, aqueles que possuem principalmente a psilocibina e a psilocina. Assim, em baixas doses, essas as drogas alucinógenas causam efeitos primários, por exemplo:

  • Distorções perceptivas
  • Alterações do pensamento,
  • Do humor
  • Efeitos mínimos na memória
  • Perda de orientação
  • Falta de uma consciência lúcida

Em princípio, os alucinógenos pertencem a uma classe quimicamente diversa. Dessa forma, o agrupamento dos alucinógenos com base em sua estrutura química, podem ser compostos por três classes principais:

Então, no caso dos cogumelos alucinógenos temos a psilocibina (4-fosforiloxi-N, N-dimetiltriptamina) como princípio psicoativo. Bom, após você ingeri a psilocibina o seu organismo a converte na forma farmacologicamente ativa psilocina. Se você fizer uma pesquisa na internet você vai encontrar que psilocina está presente nos cogumelos. Todavia, esse alucinógeno está no cogumelo em pequenas quantidades. Vejam as duas estruturas químicas abaixo

Estrutura psilocina e psilocibina
Estrutura Química

O que são cogumelos mágicos?

O ingrediente ativo em cogumelos mágicos, a psilocibina teve sua descoberta em 1958 por um químico suíço Albert Hofmann (que também descobriu o LSD). Descobriu-se a psilocibina em cogumelos do Museu de História Natural de Paris.

pshilcybe mexicana
cogumelo pshilocybe mexicana

Dentre os cogumelos alucinógenos, psilocybe mexicana é um dos mais famosos. Seu primeiro uso foi feito pelos primeiros nativos da América Central e América do Norte há 2.000 anos atrás. Por fazer parte da coleção do Museu de História Natural de Paris o psilocybe, tornou-se celebre por causa de seus efeitos em pacientes do hospital de Sainte-Annee, em artistas, pintores e escritores. Por causa dos efeitos alucinógenos recebeu este nome de psilocybe.

A origem dos cogumelos alucinógenos

Interessante é que a origem da substância psicodélica psilocibina é encontrada estranhamente em quatro tipos de fungos biologicamente distantes (psilocibes, conocybes, panaeolus e stropharias). Difícil imaginar um ancestral comum, no entanto, pesquisadores sugerem genes responsáveis pelo a formação da psilocibina foi transmitida de espécie para espécie quando se juntaram no mesmo ambiente. Essa transmissão parece mostrar que esses genes proporcionam uma vantagem evolutiva sobre o ambiente ao organismo em que vivem.

Qual é o pior pesadelo de cogumelos?

Sem dúvida, são os insetos. Então, esses fungos crescem em ambientes ricos em esterco animal e em decomposição de madeira. Mistura que os insetos amam também, assim como eles gostam de comer cogumelos. A psilocibina, como nos humanos, tem efeitos psicotrópicos? A resposta é sim. Psilocibina provavelmente não é apenas um veneno ou gosto ruim para insetos predadores.

Fonte

European Monitoring Centre for Drugs and Drug Addiction

Le Figaro

Manual MSD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *