Tudo sobre o robô químico inteligente

Robô Químico

Muitas coisas marcam nossa existência aqui na Terra. Porque afirmo isso, a minha é o crescimento da inteligência artificial (IA). Dessa forma, eu vi a IA nascer e agora ela se desenvolver. Sem que você perceba ela já está trabalhando a nosso favor. Por exemplo, a câmera de nossos celulares hoje usam a IA para melhorar nossas fotos.

No post “Indústria 4.0 e a indústria química” aqui do ClubedaQuimica abordamos que esse tecnologia já está presente também na indústria. Ou seja, a internet da coisas (IOT) já está inserida na indústria química, principalmente com uso de robôs. O que para muitas pessoas representa o desemprego. Por isso, convido você a acessar o post e descobrir os efeitos da IOT na indústria química. Aceite o convite. 

Por outro lado, enquanto o plástico e microplástico tomam conta do mundo, os pesquisadores desenvolvem micro-robôs para limpar o ambiente. Para você descobrir mais detalhes sobre o assunto, vá lá no post “Os micro-robôs que retiram os microplásticos da água“. Descubra lá também. 

Bom, IA também está na pesquisa química, principalmente na área de química orgânica. Então, um robô foi usado para melhorar sistemas aprimorados de fotocatalisadores de semicondutores. No post “Conheça o robô pesquisador químico” nós do ClubedaQuimica mostramos como os pesquisadores fizeram isso. Descubra lá como ele fizeram isso. 

E agora o que os robôs irão fazer?

Então, pesquisadores britânicos projetaram um robô químico móvel, inteligente e capaz de realizar experimentos por conta própria. Ou seja, graças ao seu algoritmo de IA que o torna capaz de tomar decisões, Bom, este técnico de laboratório futurista consegue otimizar o uso de um novo catalisador.

Bom, a equipe do Professor Andrew Cooper do Departamento de Química e Materiais da Universidade de Liverpool (Inglaterra) publicaram um estudo na primeira página da revista Nature em 8 de julho de 2020. O fantástico da publicação é um robô químico capaz de trabalhar em laboratório por mais de 21 horas por dia.

Em princípio, uma inteligência artificial (IA) controla o braço robótico para que ele consiga fazer o trabalho no laboratório de química. 

Como o robô no laboratório?

A princípio, o maior desafio da equipe de pesquisadores  era fazer a programação do robô para ele trabalhasse por vários dias sozinho. Só para você ter uma ideia o robô tinha que fazer milhares de manipulações delicadas no laboratório sem errar. Dessa forma, o robô consegue fazer as tarefas no laboratório com nível de acerto 98,4%. Ou seja, o robô erra menos que os químicos  humano dos mundo.

Agora, você está pronto para ver o robô em operação. No vídeo abaixo nós mostramos com o robô trabalha no laboratório.

Que tal gostou do robô? É uma avanço muito grande para os laboratórios de química. Comete ai se você gostou do assunto.

Fonte:

Sciences Avenir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.