Urucum um corante que cura

O urucum (Bixa orellana L.), uma planta da família Bixáceas, é conhecida no Brasil como urucuba, uru-uva, alçafroeira da terra e bixa. Então, a população indígena da Amazônia antiga e atual utiliza-se essa planta é usada como cosmético e foto protetor e como corante de cerâmica.

Além disso, o urucum é um dos poucos corantes naturais que não causam dano à saúde. Por isso, a indústria fitocosmética mundial e a alimentícia utiliza-se essa planta como corante vermelho. Dessa forma, o urucum dá cor de vermelha para aves, arroz, farofas, papas e demais preparações. Isso sem deixar nenhum rastro de sabor: sim, urucum só tinge a comida.

Bom, quando misturamos as sementes de urucum ao fubá ou à farinha de mandioca, óleo e sal (ou não) temos um condimento muito popular no Norte e Nordeste, chamado colorífico ou colorau.

Componentes químicos do urucum

O principal pigmento encontrado nas sementes de urucum, cerca de 80%, é a cis-bixina, um composto lipossúvel que pode ocorrer nas formas cis e trans. A hidrólise alcalina da bixina resulta no composto hidrossolúvel norbixina. urucu-corantes

Propriedades medicinais do urucum

A ciência mostra que o urucum é um excelente cicatrizante de feridas cutâneas, sendo recomendado para muitas doenças:  asma, bronquite, colesterol, coração, diabete, faringite, vermes, pulmão, febre, moléstia cardiovascular, ferimento, queimadura, inflamação, intoxicação por ácido cianídrico (veneno contido na raiz da mandioca brava), lavagem de ferida, endocardite, pericardite, anemia, má circulação, impureza do sangue, hemorroida, triglicerídeos.

Convite Especial

Então, temos que cuidar da nossa saúde sempre. Assim, convidamos você a descobrir mais sobre os nossos posts que estão na seção de Química e Saúde, para você ter um provinha das nossas publicações acesse os posts abaixo:

Então, gostou? Bom, então comente e visite nossas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter  e

Linkedin

Fonte

Sacola Brasileira

Plantas que curam

Plantamed

Silva, C. A. N., Braga, S. F. P., Silva, A. G. Urucu, Bixa orellana L. (Bixaceae) – um agente importante na regulação de dislipedmias. Natureza on line, 2006, 4(2):72-76.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.