Como usar o LEGO para balancear uma reação

Lego-scaled

Como usar o LEGO para balancear uma reação é um post que mostra que você pode usar as peças do Lego para balancear uma reação química. Então, quando se fala em reação química logo nos vem a cabeça lá vem esse cara fala dessa coisa complicada. Bom, por outro lado, saber os princípios das reações químicas é importante para você ter uma série de produtos. Por exemplo, quando você vai misturar de ácido clorídrico (HCl) com hidróxido de sódio (NaOH) para obter cloreto de sódio (NaCl)?

Então, sabemos que

HCl + NaOH NaCl + H2O

Para entender essa reação temos que verificar se ela está balanceada. Assim, no balanceamento de uma reação química temos que entender que os elementos químicos são como entidades com propriedades bastante definidas. Bom, não confunda os elementos químicos com pessoas!

Dessa forma, se você gosta de Lego e como se cada átomo fosse uma peça. Então espero que você goste de Lego. No meu caso, em particular eu sempre penso que a combinação dos elementos químicos para formar as substâncias como uma montagem de peças de Lego.

Como usar o Lego no balanceamento químico

O exemplo do Lego é interessante, pois quando juntamos as peças devemos garantir que todas sejam colocados senão fica prejudicada, por exemplo, a montagem de uma nave, um carro, etc. A função do balanceamento é a mesma coisa que montar uma peça com Lego. O diferencial é claro que ao balancear estamos garantindo que o princípio de conservação de massas.

O balanceamento garante que “as peças do Lego” não fiquem soltas. Gosto muito de usar o exemplo da formação de água com os gases hidrogênio (H2) e oxigênio (O2):

H2 + O2 → H2O

Qual seriam as peças nesse exemplo? Devemos pensar aqui que as peças seriam os elementos químicos. Olha aqui nesse exemplo, as moléculas de hidrogênio (H2) e oxigênio (O2) devem ser desconectadas para formar a água. Então nessa reação, temos na realidade quatro elementos, sendo dois de hidrogênios e dois de oxigênios. Do outro lado da reação temos a água, formada por dois hidrogênios e um oxigênios. Da forma que está temos uma conta matemática de 4 = 3; sabemos que essa situação não pode acontecer. Essa conta, nos mostra que um elemento foi perdido e isso não pode acontecer. Então como devemos fazer para resolver essa situação? Só nos resta fazer o balanceamento.

Como fechar a conta do balanceamento

Para fechar essa conta, podemos fazer algumas tentativas. Observamos que o oxigênio está com uma menor quantidade na água. Podemos colocar o número dois na molécula de hidrogênio e dois na molécula de água. Olha como ficou

2H2 + O2 → 2H2O

Olha que interessante, ao fazer a contabilização dos elementos químicos podemos constatar que nossas “peças de Lego” possuem a mesma quantidade para serem usadas. Agora ao desmontar as moléculas de hidrogênio e oxigênio, teremos quatro átomos de hidrogênio e dois átomos de oxigênio. Por outro lado, a quantidade de elementos químicos nas duas moléculas de água é formada por quatro átomos de hidrogênio e dois átomos de oxigênio. Portanto, nesse exemplo como não estavam faltando as “peças de Lego” foi possível “desmontar” as moléculas de oxigênio e hidrogênio para formar a molécula de água.

Nesse sentido figurado percebe-se a importância do balanceamento para a química, esse procedimento garante expressar as reações de forma a ter todas “as peças de Lego” correta. Quimicamente, o balanceamento garante que as quantidades de reagente seja equivalente ao(s) produto(s).

Convite especial para você

Então, queremos convidar você a descobrir mais sobre as reações químicas e sua importância para a estequiometria. Acesse os posts abaixo e descubra mais sobre o assunto

Então, gostou? Bom, então comente e visite nossas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter  e

Linkedin

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.